ENEVA ANUNCIA APOIO AO MUSEU DA GENTE SERGIPANA

A Eneva, a maior operadora privada de gás natural em terra do Brasil e empresa integrada de energia, e o Governo de Sergipe, formalizaram na última sexta-feira (29/09), o apoio da companhia ao Museu da Gente Sergipana, instituição que guarda o acervo do patrimônio cultural material e imaterial do estado de Sergipe em um espaço multimídia de última geração. O patrocínio, via projeto incentivado, foi firmado pelo CEO da Eneva, Lino Cançado, o governador de Sergipe, Fábio Mitidieri, e Marco Queiroz, presidente do Instituto Banese – atual mantenedor do museu.

Com este apoio, a Eneva reforça a sua atuação no Estado, que vai desde a produção de energia a partir do gás natural, passando pelo papel fundamental para assegurar a segurança energética do Nordeste através da operação da Celse, até o incentivo e a promoção da cultura regional. “É com muita satisfação que firmamos este apoio ao Museu da Gente Sergipana, instituição responsável por diversas iniciativas em prol da cultura do Sergipe. Essa iniciativa representa a nossa firmeza em reconhecer e elevar a tradição popular nas localidades onde estamos presentes”, afirmou Lino Cançado.

Fábio Mitidieri, governador do Estado, destacou o comprometimento da Eneva na promoção da cultura sergipana. “A Eneva não apenas contribui para o desenvolvimento econômico da região, mas também para a cultura e iniciativas que beneficiam o povo sergipano. Uma das ações louváveis da Eneva é este apoio ao Museu da Gente Sergipana, um patrimônio cultural tão importante para nós. O financiamento desse museu mostra o compromisso da empresa com a preservação de nossa história e de nossa identidade cultural.”

O apoio ao museu também está em linha com a estratégia da companhia de apoiar projetos com foco em educação, uma vez que o auxílio à manutenção de instituições que ajudam a promover a educação, por meio do ensino ou da cultura, está conectado à ambição da companhia de beneficiar 50 mil pessoas diretamente e 100 mil indiretamente até 2030.

O papel do Hub Sergipe no desenvolvimento do Estado

No encontro, o potencial econômico do Estado de Sergipe para o setor de Energia também foi discutido. A Eneva, por meio do Hub Sergipe, antiga Celse, e da importação de GNL, mantém a direção de cumprir o desafio de ampliar sua área de atuação e expandir a capacidade de geração e comercialização de gás, auxiliando no desenvolvimento econômico do Estado.

Na região, o setor tem perspectivas positivas de longo prazo, enquanto as instalações adquiridas têm localização estratégica, pois terão acesso à conexão com a rede nacional de transporte de gás, que começa a operar em 2024.

O Hub Sergipe conta com uma usina a gás natural com capacidade de 1,6 GW, a UTE Porto de Sergipe I, e um contrato no mercado regulado até 2044, com receita fixa de R$ 1,9 bilhão por ano. Há ainda uma Unidade Flutuante de Armazenamento e Regaseificação, com capacidade de regaseificação de até 21 milhões de metros cúbicos por dia.

A Eneva é a maior operadora privada de gás natural onshore do Brasil e uma empresa integrada de energia, que atua da exploração e produção (E&P) do gás natural até o fornecimento de soluções de energia. A companhia possui ativos de E&P nos estados do Amazonas, Maranhão, Mato Grosso do Sul e Goiás. Atualmente, opera 12 campos de gás natural nas Bacias do Parnaíba (MA) e Amazonas (AM), possuindo, ao todo, uma área total sob concessão superior a 63 mil km², a maior no Brasil.

Com um parque de geração com 6,3 GW de capacidade contratada em operação e construção, a Eneva produz energia segura e competitiva para o sistema elétrico brasileiro. Seus ativos de geração termelétrica já operacionais estão localizados nos estados do Maranhão (Complexo Parnaíba e Itaqui), Ceará (Pecém II e Termofortaleza), Sergipe (Hub Sergipe) e Roraima (Jaguatirica II) e os demais, ainda em fase de implementação, estão situados no Amazonas (Complexo de Azulão, com o projeto Azulão 950 MW) e no Maranhão (UTE Parnaíba VI e as plantas de liquefação de gás natural). Em renováveis, a Eneva iniciou, em 2023, a operação comercial do Complexo Solar Futura, em Juazeiro, na Bahia – um dos maiores parques fotovoltaicos das Américas.

Pioneira por natureza, a Eneva desenvolveu um modelo de negócio inédito no Brasilque é o Reservoir-to-Wire (R2W), que consiste na geração térmica integrada aos campos produtores de gás natural e o SSLNG (o Gás Natural Liquefeito em Pequena Escala) produzido e entregue a grandes clientes industriais por meio rodoviário, no modelo Reservoir-to-Client (R2C). Com isso, a companhia desempenha um papel importante na transição da matriz energética brasileira, oferecendo energia a partir de um combustível flexível, econômico e eficiente. Listada no Novo Mercado da B3 (Bolsa de Valores brasileira) desde 2007, a empresa integra o Ibovespa e o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), entre outros índices da Bolsa. A Eneva visa continuar crescendo de forma responsável, oferecendo soluções de energia confiáveis e acessíveis para a sociedade.

 

Fotos 1 e 2 – Reunião que marcou o apoio da Eneva ao Museu da Gente Sergipana.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

CO-FUNDADORA DO ARQ FUTURO DEFENDE RECUPERAÇÃO DOS CENTROS COMO OPÇÃO DE MORADIA

Nesta semana Campinas foi sede de um evento com palestrantes internacionais e expoentes brasileiros dos …

Facebook
Twitter
LinkedIn