EVENTO EM CAMPINAS DISCUTE INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO

A Weme, empresa especializada em inspirar e acelerar empresas e startups com foco em inovação e empreendedorismo promove nesta quinta feira (21/03) na sede da empresa em Campinas (SP) a WEMExperience 2018. O evento WMXP – 2018, acontece a partir das 9 horas e vai reunir cerca de 200 pessoas entre executivos de grandes empresas, empreendedores e investidores para ampliar as discussões sobre inovação e empreendedorismo.weme2

O cofundador e diretor geral da Weme, Maurício Bueno, explica que a região de Campinas reúne vários atores que atuam e desenvolvem ações com foco em inovação e empreendedorismo e a ideia do evento é criar um ecossistema na região de Campinas reunindo os atores que compõem esse cenário e amadurecendo a cultura da inovação e do empreendedorismo. “A gente vem atuando na função de fomentar e criar esses novos ecossistemas voltados para inovação e empreendedorismo”, diz.

Maurício Bueno afirma que existem grandes desafios para se criar esse ambiente. “Você tem alguns desafios como poucas empresas de crescimento rápido, problema de cultura empreendedora com muito medo de errar, então desafios culturais que consequentemente geram desafios de capital de investimento. Tem algumas questões que Campinas precisa para que a gente possa criar um ecossistema que seja tão relevante quanto outros  como o Vale do Silício, Israel e Nova Iorque que são ecossistemas bem maduros”, destaca.

Segundo Bueno, estudos acadêmicos apontam que a questão cultural é o maior problema para a criação de ecossistemas ee inovação e empreendedorismo. “Você tem várias verbas de fomento e de incentivo à inovação que acabam não sendo utilizadas. Grande parte dessas verbas de fomento são governamentais. Muitas vezes você não consegue ter iniciativas suficientes para utilizar ou não tem capilaridade para que as pessoas conheçam esses formatos”, explica.DSC_0137

A Weme reúne grandes organizações, startups e pessoas oferecendo uma equipe, que inclui designers e especialistas de tecnologia, entre outros. “A gente oferece um processo de trabalho, um jeito de desenvolver a inovação e o espaço onde isso possa acontecer. A Weme funciona como uma aceleradora do ecossistema. A gente acredita que juntando esses atores e dando equipe, processo e recursos necessários a gente consegue estimular a inovação e o empreendedorismo”, afirma.  “Grandes empresas como a 3M, P&G, Unilever e a Bosch, eles vem aqui como desafio de que precisam desenvolver o produto e precisam desenvolver o modelo de negócio. A gente vem com um jeito novo de fazer. Se eles colocarem a mão, fizer sentido e utilizarem no dia a dia você aumenta muito o potencial do ecossistema com isso”, completa

No WMXP- 2018 os participantes vão poder desfrutar de experiências de sucesso como do cofundador e diretor de desenvolvimento de negócios da Movile, Eduardo Henrique; do fundador e CTO da Tullpi, Adolfo Valdivieso e da cofundadora da Spiral e da Sustainability School, Karla Córdoba, entre outros.

Maurício Bueno diz que o evento será uma oportunidade de se discutir  as novas tecnologias existentes no mercado que crescem e se desenvolvem cada vez mais rápido frente a velocidade da tecnologia da informação. “Você tem para frente uma série de oportunidades tecnológicas como Inteligência Artificial, Biotecnologia, Internet das Coisas e Robótica, que podem  tratar de desafios globais como saúde, educação, alimentação e mobilidade” conclui.

Foto 1 – Sede da Weme em Campinas.

Foto 2 – WMXP- 2017.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

QUEBRA-CABEÇAS PARA EMPRESAS, UM NEGÓCIO QUE DEU CERTO

Para atender empresas que buscam por brindes ou para dinâmicas com colaboradores, os quebra-cabeças no …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn