INVESTIMENTO EM MARKETING DIGITAL É FUNDAMENTAL PARA ESTIMULAR VENDAS ONLINE NA PANDEMIA

A pandemia do coronavírus já completou um ano no Brasil e continua impactando o mercado de diversos segmentos. Muitas empresas, inclusive, foram praticamente forçadas a apostar nas vendas digitais para se manterem de pé. Um dos maiores aliados para fortalecer a presença das marcas no ambiente online é o marketing.

Agamenon Filho, também conhecido como Agabas, é especialista em marketing digital e defende a importância de se investir em estratégias digitais para que o negócio não se prejudique com a crise econômica. “A pandemia veio para provar que as empresas que já estavam acostumadas a investir em marketing digital sentiram menos a ação da crise. Esse resultado foi alcançado porque as marcas educaram seus clientes a consumir seus produtos e serviços também nas esferas digitais”, afirma. “Quem sabe usar as estratégias certas de atração de vendas através do marketing digital, certamente vai sentir menos o efeito causado pela pandemia”, completa.

Durante a pandemia, entramos em uma nova era do marketing digital. Mais do que nunca as empresas entenderam que parte do seu faturamento pode vir do ambiente online. “Muitos clientes puderam conhecer diferentes marcas nas redes sociais ou por indicações de amigos. Sabemos que a melhor propaganda é o boca a boca, e quando isso é feito online, a propaganda corre mais rápido”, opina.

Segundo Agabas, caso o negócio não esteja no online, é como se ele simplesmente não existisse para os consumidores. Portanto, uma das grandes vantagens do marketing digital é a visibilidade que proporciona à marca. “Sem dúvidas, pra mim, uma das maiores vantagens do MKT digital é ter a capacidade de atrair uma audiência gigantesca, muitas vezes de forma gratuita, um excelente custo benefício para as pequenas empresas”, reforça.

Além disso, o especialista comenta outros benefícios. “Você consegue atrair clientes qualificados, os que têm potencial de compra, para o seu negócio. E o melhor, é possível mensurar os efeitos da sua campanha digital, sabendo se ela teve efeito ou não”, aponta. “Outro grande ponto positivo é que dá para segmentar sua estratégia de marketing, escolhendo o público, a região, a idade e até mesmo o poder aquisitivo daquele público que receberá as ativações da campanha”, diz.

Além das mudanças que as empresas precisaram enfrentar neste período de recessão, o perfil do consumidor também se transformou e apresentou comportamentos diferenciados. “O comportamento em ambiente online é completamente diferente que no físico. O consumidor não está vendo de fato o produto e a chance de realizar uma compra simplesmente pela emoção é mais alta. Nesse período de pandemia, nos habituamos a comprar mais em delivery em ocasiões que antes não éramos acostumados, como supermercados e roupas”, aponta

As empresas que desejam investir em marketing digital podem encontrar algumas dificuldades no caminho, como falta de conhecimento e de mão de obra qualificada, além de uma audiência pequena ou pouco engajada. Para driblar esses desafios, Agabas indica três ações básicas.  “Um dos primeiros passos é estar constantemente presente no ambiente digital. Para criar essa autoridade no online, é preciso frequência, conteúdo de valor e linguagem adequada ao público”, recomenda. “É importante, por exemplo, publicar todos os dias um conteúdo atrativo e que resolva o problema das pessoas. Assim, a relevância digital da empresa é construída. Mas não adianta postar todo dia algo que seu público alvo não entende. Se o seu público é infantil, comunique-se como as crianças se comunicam. Se o seu público é fitness, publique em horários que eles estão nas academias ou praticando atividade física e por aí vai”, conclui.

 

Foto: Agamenon Filho, também conhecido como Agabas, é especialista em marketing digital.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

OS BENEFÍCIOS DA INTERGERACIONALIDADE NO MERCADO DE TRABALHO

O mercado de trabalho passa constantemente por transformações significativas, e uma das mudanças que está …

Facebook
Twitter
LinkedIn