MERCADO DE COMUNICAÇÃO CRESCE NO MEIO JURÍDICO

Por muito tempo o setor jurídico caminhou à margem das estratégias de comunicação e marketing. Um combo de fatores – entre eles a pandemia, o aumento de profissionais no mercado, a disseminação de fake news e a flexibilização das normas de publicidade e propaganda da Ordem dos Advogados do Brasil – provocou uma efervescência no mercado de comunicação jurídica desde 2021. O crescimento junto aos advogados e escritórios é uma resposta à necessidade de fortalecimento da reputação e do posicionamento da marca.

É o que acontece na Smartcom – Inteligência em Comunicação, que atua no meio jurídico desde 2014 e é responsável pelas estratégias de comunicação de conceituados escritórios de advocacia e de advogados de todo o Brasil. Atualmente, os clientes jurídicos correspondem a 25% do faturamento da empresa. “Havia uma demanda reprimida desse mercado. Agora, eles buscam se diferenciar, tanto pela presença da marca quanto pela credibilidade do conhecimento”, explica a jornalista e CEO, Silvana Piñeiro, que projeta um aumento de penetração nesse setor de 10% até fevereiro de 2024.

Além da assessoria de imprensa e redes sociais, uma nova estratégia vem encantando esse segmento, o mercado editorial. O impulso vem da necessidade crescente de uma comunicação transparente e credível, que tenha amplo alcance e dissemine conteúdo de qualidade. Trata-se de um reposicionamento como fonte de informações seguras e embasadas.

Um exemplo é o lançamento em cinco países entre agosto e setembro da obra acadêmica Empreendedoras da Lei na Europa, que reúne 73 profissionais em 54 artigos, apresentações, três prefácios, comparativo do empreendedorismo feminino jurídico e 20 boas-vindas. A obra é uma coletânea escrita por mulheres profissionais jurídicas e correlatas, que imigraram e se destacam em sua região de atuação. Com artigos sobre realidade jurídica europeia, brasileira e do marketing jurídico, a obra conta com quase 900 páginas e chamou atenção de universidades e embaixadas na Europa.

A complexidade do setor jurídico

A prestação de serviço para escritórios de advocacia é, de certo ponto, mais complexa. Isso porque é preciso atenção adicional às normas e às regras impostas pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que, apesar de terem sido flexibilizadas com novo provimento em 2021, ainda existem. Elas protegem o próprio meio jurídico, e o marketing jurídico precisa respeitá-las. “O motivo é simples: tratamos de credibilidade e posicionamento de marca. É fundamental ter expertise, considerando o cuidado textual e as estratégias essenciais de comunicação”, diz a CEO.

Segundo a jornalista, o domínio dos temas complexos, estratégias de relacionamento bem construídas e o estilo e normas da Língua Portuguesa são essenciais para a prestação de serviço. Não é à toa que a CEO foi convidada para participar da obra “Empreendedoras da Lei Europa”, sendo a única não advogada a compor o quadro de coautores, com um capítulo inteiro dedicado ao marketing e comunicação jurídica. “Participar desse livro representa a consolidação do nosso trabalho no setor. Trata-se de um mercado emergente e extremamente minucioso e que precisa se desenvolver. Não é qualquer profissional de marketing que tem habilidades para atender esse mercado. Há um mar de profissionais na área e por isso é tão importante que se diferenciem e se comuniquem para que tenham existência pública. Mas é preciso entender a dinâmica jurídica e criar estratégias de marketing jurídico eficientes para essa realidade”, pondera a CEO.

No seu capítulo, a CEO aborda como é desenvolvida a parte de marketing jurídico para os escritórios de advocacia no Brasil e na Europa e desenvolve uma visão do porquê trabalhar essa área, indicando formas aceitas de divulgação da marca, as razões para esse tipo de investimento, além de realizar um paralelo entre as práticas no Brasil e na Europa.

Além desse livro, a Smartcom comandou publicações editoriais para o escritório Andersen Ballão Advocacia, a empresa ThyssenKrupp e o player mundial de tecnologia NTT Data Business Solution.

Lançamentos por toda a Europa

O livro “Empreendedoras da Lei” empodera e amplia a visibilidade das advogadas brasileiras e será lançado em quatro países, junto com iniciativas jurídicas relevantes.

O primeiro aconteceu dia 24 de agosto com uma live transmitida pelo YouTube e demais canais digitais da Associação Brasileira de Advogados (ABA) e encabeçada pela unidade de Düsseldorf. Além das autoridades, a live também contou com a participação das empreendedoras da lei que atuam na Alemanha e as associadas.

No último dia 26 de agosto foi a vez de apresentar a obra na Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo (OAB/SP), sob a organização da idealizadora Gabriela Barreto e o Dr. Aleksander Zakimi. O lançamento também foi online e transmitido pelo YouTube da entidade.

Em setembro, será a vez dos eventos presenciais. Entre os dias 04 e 07 de setembro acontece a primeira imersão executiva jurídica tecnológica na Estônia, em Tallin, com visitas guiadas em empresas de inovação, tecnologia e órgãos públicos organizadas pela GB Editora e Anna Bogdanova.

Em Funchal, na Ilha da Madeira, nos dias 12 e 13 de setembro, o livro será apresentado durante a Especialização em Direito, Novas Tecnologias e Cidades Inteligentes, que acontece em paralelo ao 1º Congresso de Cidades Inteligentes e Nomadismo Digital. O lançamento contará com o corpo docente brasileiro e europeu e será no Instituto Superior de Administração e Línguas (ISAL), com realização IIAC (Instituto Ibero Americano de Compliance) e organização de Fabrízio Bon Vecchio, Gabriela Barreto e Sancha Campanella. Os momentos servirão também para trocas de conhecimentos e muito networking com os coautores presentes.

No dia 19 de setembro ocorrerá o lançamento institucional na Universidade de Lisboa, com a presença confirmada de autoridades jurídicas brasileiras e europeias, além dos coautores, nas modalidades on-line e presencial.

No dia 20 de setembro, a obra será lançada em um painel jurídico durante o evento de abertura do curso Mulheres que lideram, promovido pelo Centro de Estudos em Direito e Negócios (CEDIN) na Embaixada do Brasil em Berlim, evento organizado por Alexandra Buchetmann e Joice Costa.

No dia 27 de setembro, a obra será lançada no Colégio de Advogados de Madrid, aguardando confirmação na Embaixada Brasileira do mesmo país, com organização de Eva Papadopulos e Gabriela Barreto.

 

Foto: Jornalista e CEO da Smartcom – Inteligência em Comunicação, Silvana Piñeiro.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

ISOPILOT NAVE VISION SERÁ LANÇADO NA AGRISCHOW 2024

Tradicional indústria de desenvolvimento e comercialização de equipamentos e acessórios de tecnologia de aplicação de …

Facebook
Twitter
LinkedIn