SERVIÇO DE MUDANÇAS RESIDENCIAIS GANHA DESTAQUE COM MERCADO IMOBILIÁRIO AQUECIDO

Uma pesquisa realizada pela Brain Inteligência Estratégica, apresentada durante um evento do setor imobiliário em Campinas, revelou que 34% dos moradores do interior paulista pretendem comprar um imóvel em até 24 meses. O levantamento também mostrou que Campinas teve um crescimento de 1,6% no lançamento de imóveis no 1° trimestre de 2023. Nesse contexto positivo, nada melhor que encarar uma mudança para o novo lar de forma tranquila e segura.

Porém, encarar uma mudança residencial ou comercial não é uma tarefa fácil. Um dos fatores essenciais para a escolha certa na hora de se mudar é solicitar uma vistoria de mudança de uma empresa especializada com a máxima antecedência a data de sua mudança. Tudo para garantir mais organização e planejamento. Naturalmente, há peculiaridades e diferenças que devem ser respeitadas.

Para o bom andamento na prestação de serviço por parte da empresa de mudança: a visita técnica é essencial, segundo o gerente de vendas da Iugas Mudanças e Transportes, Eduardo Avelar.“Atuamos no segmentos de mudanças há mais de 26 anos. Nosso diferencial é a qualidade desde o atendimento, profissionais envolvidos e por oferecer soluções lógicas, funcionais, seguras, personalizadas e sob medida para nossos clientes”, diz Avelar.

Mas como ficar por dentro de todas as ações desenvolvidas na visita técnica como à respeito do volume do patrimônio, medição de vãos, desmontagem de móveis, entre outros. A visita técnica, também chamada de vistoria, visa agilizar os trabalhos da empresa que faz mudança. Para isso, alguns fatores são observados.

Volume do patrimônio

De acordo com o gerente de vendas, entender o volume do patrimônio do cliente é fundamental para determinar o número de colaboradores, bem como a frota a ser disponibilizada para o dia da mudança. Assim, evita-se qualquer imprevisto neste sentido.

Medição de vãos

Medir vãos como escadas, portas, elevadores e garagens é uma ação básica que deve ser efetuada pensando no escoamento dos bens por parte da empresa de mudança. Caso não seja possível, há outras possibilidades, como a desmontagem e o içamento, aponta Eduardo Avelar.

Desmontagem de móveis

Muitos clientes se preocupam em ter seus móveis desmontados. Mas a transportadora de mudanças deve garantir que eles serão remontados no endereço de destino. “A desmontagem, nesse cenário, garante o melhor manuseio do bem, além de proporcionar maior segurança durante o transporte”, frisa o especialista.

Içamento

Alguns itens, porém, podem trazer dificuldades em se tratando de desmontagem. Um piano, por exemplo. “Nestas circunstâncias, o içamento é a melhor solução. E, por mais perigoso que pareça, é a forma mais simples de manter o bem protegido, com o uso de todo material de apoio necessário ao momento”, destaca o profissional.

Embalagens especiais

Obras de arte, quadros, tampos de mesa de vidro, espelhos, entre outors. São muitos os itens que podem demandar embalagens especiais, a fim de mantê-los em perfeito estado. “É na visita técnica que o transporte de mudanças fará essas verificações para atuar no dia escolhido para a mudança, já com as embalagens especiais necessárias. Desta forma, não há atrasos ou surpresas”, finaliza o gerente de vendas.

 

Foto 1:  Gerente de vendas da Iugas Mudanças e Transportes, Eduardo Avelar.

Foto 2: Emabalagem para a colocação de roupas para mudança.

Crédito: Divulgação.

 

 

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PODCAST PANORAMA DE NEGÓCIOS TEM COMO TEMA MOBILIDADE URBANA INTELIGENTE DE FORMA SUSTENTÁVEL

Neste episódio do podcast Panorama de Negócios vamos falar sobre mobilidade urbana inteligente de forma …

Facebook
Twitter
LinkedIn