VIRACOPOS UTILIZA TECNOLOGIA DESENVOLVIDA POR STARTUP PARA OTIMIZAR LIMPEZA DE BANHEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS

Uma solução tecnológica está ajudando o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), a deixar os 44 banheiros do terminal de passageiros bem mais limpos. A solução faz com que a administração monitore e ajuste, em tempo real, os processos de limpeza, inclusive realizando a chamada “limpeza sob demanda”, onde o monitoramento dos sanitários por sensores que disparam, online, os alertas que indicam, em um painel, o momento adequado para as equipes de limpeza se deslocarem a cada local.

O sensor, que começou a funcionar no início deste ano, já começa a dar os primeiros resultados. A redução de custos que pode chegar a até 20% e as notas positivas dos passageiros para a limpeza dos banheiros em pesquisas governamentais são resultados práticos já identificados pela administração. Cerca de 13 milhões de pessoas devem embarcar ou desembarcar pelo terminal de passageiros de Viracopos neste ano. Volume quase igual ao total de habitantes da capital paulista, por exemplo. Hoje, o terminal de Campinas é o quarto aeroporto mais movimentado do País.

Segundo o Conselho Internacional de Aeroportos (ACI), órgão representante comercial global das autoridades aeroportuárias do mundo, em seu relatório chamado “Qualidade de Serviço dos Aeroportos: Limpeza dos Aeroportos”, sanitários limpos estão diretamente ligados a avaliação positiva dos passageiros, mais do que qualquer outro item de infraestrutura.

O dado também vai ao encontro à Pesquisa Nacional de Satisfação do Passageiro e Desempenho Aeroportuário, da SAC (Secretaria de Aviação Civil), que aponta que os usuários dos aeroportos do Brasil têm boa satisfação quanto à limpeza dos banheiros, com nota 4,28, de uma escala de pontuação até 5.

Na pesquisa mensal realizada pela ANAC em Viracopos, os dados de 2023 indicam evolução das notas dadas pelos passageiros. Em maio passado, por exemplo, Viracopos teve sua nota mais alta: 4,57 em uma escala de 1 a 5. Na comparação entre o 1º semestre de 2022 e o de 2023, a nota média para a limpeza dos banheiros subiu de 4,43 para 4,52. “Apesar de termos os melhores indicadores do país e vencido como Melhor Aeroporto do Brasil por quatro vezes na avaliação dos passageiros, Viracopos presa por manter a excelência contínua na prestação do serviço e a postura da concessionária é sempre a de manter a busca incansável pela melhoria constante. Por isso, implementamos esse tipo de tecnologia para melhorar ainda mais a experiência do cliente ao passar pelo terminal”, disse o diretor de Operações de Viracopos, Marco Beme.

A tecnologia é uma inovação da startup nacional, a EVOLV, que desenvolveu os sistemas para diversas situações. “O avanço da tecnologia está revolucionando a forma como os aeroportos prestam serviços aos seus usuários e melhorando diretamente os elementos indicadores de Qualidade de Serviço dos Aeroportos também estabelecidos e avaliados pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e ACI”, revela Leandro Simões, CEO da EVOLV. “Uma equipe acompanha em tempo real o painel que indica o momento de alerta feito por sensores para que seja iniciada a limpeza de determinado banheiro. Após a limpeza, é emitido um alerta por aplicativo para que sinalizar que o banheiro foi limpo. Além de verificar o momento de limpeza, o sensor indica a temperatura e a umidade do banheiro, gerando uma grande quantidade de dados que auxiliam no monitoramento da qualidade de prestação de serviços aos nossos clientes”, completou o diretor de Operações de Viracopos.

Além de deixar os banheiros mais limpos, a otimização da limpeza também gera economia de produtos de limpeza.

Case em Viracopos: 44 banheiros e satisfação dos usuários

Com as soluções tecnológicas da EVOLV instaladas em 44 banheiros do Aeroporto de Viracopos, é possível monitorar e ajustar os processos de limpeza, inclusive realizando a chamada “limpeza sob demanda”, na qual o monitoramento dos banheiros alerta as equipes de limpeza o momento adequado para se deslocarem a cada local, conforme a demanda real.  “Essa solução conta quantas pessoas passaram pelo banheiro e a equipe é alertada do momento em que o local deve ser limpo, mediante a programação que ele faz, por exemplo: a cada 100 passageiros, contada por sensores no local, o gestor é avisado da necessidade de limpeza.  Isso pode diminuir os custos em 40%, tanto em materiais, em uso de água, e na otimização das equipes que trabalham na manutenção do aeroporto”, disse Simões. “É a tecnologia a favor da experiência do usuário e da adequação dos índices pelos gestores, e isso com certeza impacta na qualidade do serviço prestado, que se torna mais ágil, mais confortável e mais tecnológico”, finaliza.

Próximos passos: esteiras das bagagens, elevadores e escadas

Após usar o sistema para auxiliar na limpeza dos banheiros, Viracopos avalia o próximo passo, pois os sensores podem também monitorar a condição de operação de outros equipamentos como elevadores, escadas e esteiras rolantes, além de alertar a equipe de manutenção, exatamente, qual equipamento está indisponível, registrando também a duração da indisponibilidade.

O mesmo sistema para monitorar elevadores, escadas e esteiras pode averiguar os equipamentos de transporte de bagagens, ajudando as equipes de manutenção a identificarem possíveis problemas de forma mais rápida.

Existem também sistemas de manutenção preditiva que, por meio de leitura de parâmetros como vibração, temperatura, energia elétrica, consegue alertar as equipes de manutenção caso a saúde de qualquer equipamento, como motores, redutores, compressores, bombas, chillers, ar-condicionado etc. comece a sair da faixa ideal.

Sensores também monitoram continuamente a temperatura e umidade dos ambientes, alertando caso algum local saia da faixa ideal de parâmetros, com dispositivos que são capazes de automatizar os equipamentos de ar-condicionado de forma remota e sem necessidade de nenhuma infraestrutura, como nos sistemas tradicionais que são caros e cabeados.

 

Foto 1 – Diretor de Operações de Viracopos, Marco Beme.

Foto 2 –  Leandro Simões, CEO da EVOLV.

Foto 3 – Aeroporto de Viracopos.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PODCAST PANORAMA DE NEGÓCIOS TEM COMO TEMA MOBILIDADE URBANA INTELIGENTE DE FORMA SUSTENTÁVEL

Neste episódio do podcast Panorama de Negócios vamos falar sobre mobilidade urbana inteligente de forma …

Facebook
Twitter
LinkedIn