CELULARES USADOS VALEM DESCONTO PARA AQUISIÇÃO DE APARELHOS NOVOS

A entrega de um celular usado em troca de desconto por um novo pode ser a solução para problemas nem tão pequenos como os financeiros ou enormes como o descarte incorreto de lixo eletrônico. A Organização das Nações Unidas (ONU) acredita que em breve o mundo vai produzir 74 milhões de toneladas desse tipo de lixo por ano.

O estudo Resíduos Eletrônicos no Brasil, feito em 2021, pela Green Eletron, entidade ligada à Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), revelou que 71% da população não conhece formas corretas de descarte deste lixo eletrônico.

A pesquisa da Green Eletron revela também que mais de 85% dos brasileiros mantêm eletrônicos em casa, mesmo sem usá-los, e depois jogam fora.

Ainda segundo a ONU, o cenário no Brasil é preocupante, pois o país é o quinto na geração de lixo eletrônico, descartando mais de dois milhões desses resíduos. A estimativa é que apenas 3% desse material tenha destinos corretos como reciclagem oficial e seja rastreável.

O infográfico Panorama de Consumo na Black Friday 2023, feito pelo Globo, concluiu que 62% das pessoas da classe AB pretendem comprar na data. Outra pesquisa, encomendada pelo Google, informou que 35% dos brasileiros têm interesse na compra de um celular e já pesquisam com um mês ou mais de antecedência.

Opções em conta

A pesquisa encomendada pelo Google também revelou que o preço baixo é importante na escolha dos celulares para um em cada quatro brasileiros. Isso é uma das vantagens dos celulares usados, que, além de apresentarem menor preço para aparelhos que costumam ser mais caros, amenizam o problema do lixo eletrônico.

Um estudo feito pela Opinion Box na pandemia revelou que consumidores passaram um longo período sem trocar de celular. Comportamento atribuído a efeitos do período, principalmente econômicos. Nesse período também houve a pausa de campanhas como a da Magazine Luiza (Magalu), em parceria com a Trocafone, em que é possível vender um celular usado para a empresa, e em breve ele será colocado novamente no mercado. A ação teve início em 2019, e nela foram vendidos mais de 30 mil aparelhos de dez marcas em uma semana.

A campanha foi retomada, e, para participar, é só ir até a loja com um celular usado que funcione. Não precisa levar nota fiscal, carregador nem outros acessórios. O aparelho antigo também pode ter pequenas avarias como arranhões ou quebrados, mas, quanto mais bem conservado o objeto estiver, maior o desconto no celular novo.

Quem pretende trocar o celular usado também pode tomar alguns cuidados como checar a saúde da bateria e conferir se ele ainda recebe atualizações de software. A saúde da bateria é afetada principalmente pela quantidade de recargas que o celular recebe. Por isso, é recomendado que o aparelho seja conectado na tomada apenas após descarregar.

Mercado brasileiro

O Brasil tem 249 milhões de aparelhos celulares comprados, o que corresponde à média de 1,2 smartphone por pessoa, segundo a 34ª edição da Pesquisa Anual da FGVcia sobre o Mercado Brasileiro de Tecnologia de Informação (TI), realizada em 2023. Esse fato exige uma tomada de consciência em relação ao meio ambiente.

Nilson Maestro, presidente da Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos (ABREE), alerta que a população precisa ter consciência do papel que exerce na sustentabilidade. Em especial no Brasil, em que temos mais aparelhos celulares do que habitantes, como confirma o estudo da FGV.

 

Foto 1 – Nilson Maestro, presidente da Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos.

Foto 2 – Celulares usados.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

SOFTWARE DE GESTÃO GANHA NOVOS RECURSOS

O Fracttal One software de manutenção reconhecido como líder nos rankings mais prestigiados do mundo …

Facebook
Twitter
LinkedIn