ECONOMIA E PREOCUPAÇÃO AMBIENTAL FAZEM CRESCER O MERCADO DE ADITIVO DE COMBUSTÍVEIS

A frota utilizada no transporte rodoviário, os veículos de passeio e também as motocicletas demandam um consumo anual de cerca de 120 bilhões de litros de combustível no Brasil, que geram aproximadamente 286 milhões de toneladas de dióxido de carbono lançadas na atmosfera.Uma das formas para neutralizar os impactos nefastos que o grande volume de emissões de CO2 provoca na natureza e na saúde das populações é o plantio de árvores, que requer investimentos do poder público e também do setor privado. Também como alternativa, aditivos de última geração, com pegada ecológica, têm demonstrado eficiência para o consumidor que se preocupa com o meio ambiente e em economizar ao mesmo tempo.

Para neutralizar 286 milhões de toneladas de CO2 geradas pelo consumo anual de 120 bilhões de litros de combustíveis da frota terrestre brasileira é necessário plantar uma área equivalente a 7.590 campos de futebol.“Por parte das empresas e também dos governos este é um grande esforço de sustentabilidade para mitigar os efeitos nocivos das emissões de dióxido de carbono na atmosfera”, reforça Antonio Ticianeli, especialista em petróleo e derivados e CEO da ecomanda Américas.

Somente no Estado de São Paulo, segundo Ticianeli, a frota terrestre consome quase 30 bilhões de litros de combustível anualmente. “Na região Sudeste, como um todo, estimamos mais de 50 bilhões de litros”, calcula. Como consequência, são geradas aproximadamente 63 milhões de toneladas de CO2 no Estado e 113 milhões de toneladas em âmbito regional.“Além do plantio de árvores, investimentos em tecnologia também têm mostrado eficiência para reduzir as emissões de dióxido de carbono na natureza”, aponta.

Como resultado de aportes em desenvolvimento,a ecomanda Américas produz o X-tivator. Com tecnologia suíça, o aditivo com pegada ecológica, utilizado inicialmente no mercado corporativo e no agronegócio, chega ao mercado para o consumidor, disponível em postos de combustível e também por e-commerce. “Na área corporativa, temos hoje mais de 100 milhões de litros de combustível tratados com X-tivator”, afirma Ticianeli. “Trata-se de um mercado que anualmente cresce em média 30%, dado que considera os últimos três anos de atuação nacional.” Segundo o CEO da ecomanda Américas, as vendas diretas do aditivo para o consumidor devem representar um crescimento de 20%, com o acréscimo de 20 milhões de litros tratados por ano com o X-tivator.

Vantagens para o consumidor

A decisão por disponibilizar o aditivo de última geração em postos de combustíveis, de acordo com Ticianeli, está associada às necessidades de um consumidor consciente e cada vez mais engajado em causas ambientais. “O uso do X-tivator contribui para uma economia de até 17% de combustível para a frota terrestre como um todo e, consequentemente, com a redução de emissão de CO2 na natureza na mesma proporção”, destaca.

Além da queima mais perfeita, com emissão de menor quantidade de gases poluentes, o engenheiro agrega as médias de uso de combustível que, no final do mês, representam um ganho significativo para o consumidor. “Considerando o rendimento médio do brasileiro, que gira em torno de dois salários mínimos, e o valor de um tanque de combustível, que chega a R$ 300, com a manutenção regular do veículo e o uso de aditivos, é possível economizar cerca de 10% ao ano”, calcula. Para uma família, observa Antonio Ticianeli, este é fator de grande impacto. “Para a saúde e o meio ambiente, a redução da quantidade de gases poluentes na atmosfera, é algo que não tem preço”, finaliza o CEO da ecomanda Américas.

 

Foto 1: Antonio Ticianeli, especialista em petróleo e derivados e CEO da ecomanda Américas.

Foto 2 – X-tivator.

Crédito: Divulgação.

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

STOLLER É OURO E BRONZE NA 21ª MOSTRA DE COMUNICAÇÃO DO AGRO ABMRA

Com a inspiradora websérie “Cafés Especiais do Cerrado Mineiro”, a Stoller do Brasil, uma empresa …

Facebook
Twitter
LinkedIn