ESTUDOS DA RUSSELL REYNOLDS APONTAM ÁREAS DE ATENÇÃO PARA USO EFICAZ DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL NAS EMPRESAS

À medida que cresce o entusiasmo em torno da inteligência artificial generativa (GenAI), levantamento da Russell Reynolds, referência global em busca, consultoria e desenvolvimento de lideranças, alerta sobre cinco áreas que demandam maior atenção dos executivos que são cultura, liderança, estrutura organizacional, parcerias comerciais e gestão de riscos. O estudo Navegando na revolução da IA generativa, ressalta que, mais do que investir em novas tecnologias, é preciso desenvolver uma mentalidade tecnológica para implantação eficaz das soluções digitais, aproveitar ao máximo as oportunidades de negócios e fortalecer a segurança cibernética. Além disso, de acordo com a pesquisa Monitor Global de Liderança, também realizada pela consultoria, 65% dos líderes entrevistados afirmaram que estão pesquisando ou experimentando ferramentas, 29% ainda não discutiram a pauta e 7% já implementaram alguma GenAI no seu dia a dia. “Para enfrentar os desafios dessa nova era tecnológica, é essencial que os executivos compreendam o potencial das IAs e saibam implementá-las de forma equilibrada nos negócios. Além dos riscos associados à segurança cibernética, é preciso avaliar se a empresa tem os talentos certos para conduzir a jornada, se está amparada legalmente para utilização das novas tecnologias e se há alinhamento e engajamento de todo o C-level em relação às mudanças necessárias”, explica Tatyana Freitas, head da prática de Tecnologia e Digital da Russell Reynolds Associates.

Os estudos da Russell Reynolds revelam a percepção dos executivos sobre a maturidade das suas empresas em relação à GenAI e apontam as questões que precisam ser revisitadas com maior atenção para explorar todo o potencial da tecnologia de forma mais eficaz.

Liderança

Enquanto algumas empresas optam por criar a função de diretor de IA (Chief Artificial Intelligence Officer – CAIO), outras preferem incorporá-la a posições já estabelecidas de Tecnologia, como CIO, CTO ou CDO. Independentemente da abordagem, é preciso avaliar se a empresa tem talentos disponíveis ou capacidade de atraí-los e se todo o time executivo tem forte conhecimento sobre as novas tecnologias. Cerca de 72% dos líderes entrevistados concordam que uma forte compreensão da GenAI será habilidade fundamental para futuros diretores. Ao mesmo tempo, apenas 32% estão confiantes de que têm as competências certas para implementar a tecnologia em sua organização.

Cultura Corporativa

Empresas orientadas a Tecnologia fomentam uma cultura de inovação e transformação, estabelecendo uma mentalidade de testar e aprender para que seus líderes sejam capazes de questionar produtivamente o status quo e assumir riscos para obter vantagem competitiva. Ao mesmo tempo, é preciso adotar uma abordagem mais deliberada, de integração da IA a processos existentes, para maior engajamento das equipes em encontrar diferentes formas de implementá-la em suas áreas, enxergando essa tecnologia como uma ferramenta que potencializa soluções, ao invés de possível substituta do capital humano.

Estrutura Organizacional

A adoção da GenAI aumenta a importância de áreas como Arquitetura da Informação e Ciência de Dados, além da ética a ser adotada, entre outros fatores. Isso demanda maior integração das funções necessárias para apoiar a sua implementação em diferentes áreas do negócio. Na pesquisa realizada pela Russell Reynolds, cerca de 28% dos entrevistados relataram que suas empresas criaram funções específicas para novas tecnologias abaixo do C-level e 21% que um Chief Artificial Intelligence Officer (CAIO) foi apontado. Além disso, a GenAI permite que executivos direcionem seus esforços para áreas mais estratégicas e tarefas de maior impacto para os negócios, possibilitando redistribuição de talentos e integração de setores.

Estratégias Comerciais

Elaboração de relatórios complexos, perfilamento de clientes para personalização de atendimento e oferta de serviços, identificação de tendências, desenvolvimento de novos produtos. As possibilidades de uso da GenAI são tão numerosas quanto o volume de dados que ela é capaz de analisar, por isso a importância do conhecimento de toda a liderança sobre a tecnologia e da curiosidade sobre os potenciais fluxos de receitas que sua área pode gerar.

Gerenciamento de Riscos

É preciso considerar, ainda, as implicações éticas das ferramentas, com construção de sistemas que considerem o propósito e os valores da organização e tenham normas claras de utilização da GenAI. Entre os líderes que já implementaram ou estudam a nova tecnologia, 48% priorizam uma abordagem que inclua a análise dos riscos legais e 41% que estabeleça políticas internas.

Para aproveitar melhor o potencial da GenAI, as organizações precisam primeiro compreender as suas capacidades digitais e avaliar o seu nível de conforto com os riscos associados à tecnologia. A partir disso, é possível tomar decisões sobre como e onde será implementada e desenvolver um roteiro estratégico adaptado às suas necessidades, valores e objetivos.

A pesquisa Monitor Global de Liderança 2023 foi realizada com mais de 2 500 executivos de 46 países da África, Ásia, Américas, Europa, Oceania e Oriente Médio. Mudanças tecnológicas são apontadas como a terceira maior ameaça aos negócios para 51% dos líderes, ficando atrás de escassez de talentos e incerteza econômica, ambos indicados por 68% dos entrevistados.

A Russell Reynolds Associates é uma empresa global especializada em busca, consultoria e desenvolvimento de lideranças. Seus mais de 600 consultores em 47 escritórios trabalham com organizações privadas, públicas e sem fins lucrativos em todos os setores e regiões. A Russell Reynolds apoia os clientes na construção de equipes de líderes transformacionais que podem enfrentar os desafios de hoje e antecipar as tendências digitais, econômicas, de Sustentabilidade e políticas que estão remodelando o ambiente de negócios global. Desde ajudar os conselhos com sua estrutura, cultura e eficácia até identificar, avaliar e definir a melhor liderança para as organizações, a Russell Reynolds traz décadas de experiência para ajudar os clientes a resolverem seus problemas de liderança mais complexos. A Russell Reynolds existe para melhorar a forma como o mundo é conduzido.

 

Foto: Tatyana Freitas, head da prática de Tecnologia e Digital da Russell Reynolds Associates.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

CARACTERÍSTICAS IMPORTANTES DE ALGUNS PRODUTOS E SERVIÇOS REFERENTES A POSSIBILIDADE DE APROPRIAÇÃO DE CRÉDITOS DE PIS E COFINS

ARTIGO DE JORGE BAHIA Essencialidade, relevância e imprescindibilidade são características de alguns produtos e serviços, …

Facebook
Twitter
LinkedIn