FRENTE PARLAMENTAR DE INFRAESTRUTURA E ENGENHARIA É INSTALADA EM SÃO PAULO

Nesta terça-feira (7/11), a Câmara Municipal de São Paulo instalou a Frente Parlamentar da Infraestrutura e Engenharia, importante iniciativa para a cidade, de autoria do vereador Eliseu Gabriel (PSB). A reunião aconteceu no Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo, o SEESP. Compuseram a mesa ao lado de Eliseu Gabriel os vereadores João Ananias (PT), André Santos (Republicanos), Jussara Basso (Psol) e o presidente do SEESP , Murilo Alves.

O autor da Frente explica que o investimento de recursos públicos na infraestrutura foi fundamental para que São Paulo fosse conhecida como a cidade das oportunidades de trabalho. “Havia até uma frase repetida no planeta: São Paulo, a cidade  que mais cresce no mundo”, conta ele, que completa “Hoje, vivemos crises e até apagões por falta de planejamento adequado e investimento em infraestrutura”.

É exatamente nesse sentido que a Frente Parlamentar irá “iluminar” desafios e propor soluções para a infraestrutura paulistana, com vistas a uma maior viabilidade econômica e social da cidade.

A Frente Parlamentar da Infraestrutura e Engenharia de São Paulo conta com a presidência do vereador Eliseu Gabriel (PSB), a vereadora Jussara Basso (PSOL) e o vereador André Santos (Republicanos) como vice-presidentes. Os vereadores João Ananias (PT) e Coronel Salles (PSD) como secretários e Carlos Hannickel como secretário executivo.

A Frente realizará estudos, audiências públicas, seminários, debates a fim de promover a integração com as ações do Governo e/ou da sociedade civil e irá propor medidas para aprimoramento da legislação municipal.

Essa Frente Parlamentar estará ativa até 31 de dezembro de 2024 e suas reuniões serão públicas e podem contar a participação da sociedade civil e das organizações representativas. “A Frente Parlamentar acaba sendo uma audiência pública permanente”, acrescenta Eliseu.

O SEESP teve importante participação para a elaboração do projeto, e o seu presidente, Murilo Pinheiro, fez questão de ressaltar: “Como apoiador de primeira hora de uma frente parlamentar com esse objetivo, o SEESP, juntamente com o seu Conselho Tecnológico, coloca-se desde já à disposição para contribuir na busca das soluções que o município precisa”, diz.

Eliseu Gabriel ressalta que embora São Paulo seja uma das cidades que mais cresce no mundo, de algumas décadas para cá, ela sofre com problemas na manutenção e modernização de sua infraestrutura. Ele acredita que isso pode ser resolvido além de decisões do Executivo, e que a engenharia e os engenheiros são aliados-chave para a solução.

Foi unânime durante as explanações a problemática da falta de energia que assolou a cidade na semana passada. Os presentes fizeram questão de ressaltar que falta um trabalho intenso de infraestrutura, de investimento e de planejamento das concessões.

Para Murilo Alves, a Frente foi instalada em um momento muito oportuno, principalmente para abrir discussão sobre o saneamento e sobre a proposta de sua privatização.

Durante décadas, a cidade teve muito investimento em infraestrutura, principalmente investimento público. De uns anos para cá, parou de ter planejamento, parou de ter investimento e não tem mais manutenção preventiva. “Essa frente é uma oportunidade de ouro para mudarmos essa realidade”, finalizou Eliseu Gabriel.

 

Fotos 1 e 2 – Criação da Frente Parlamentar  da Infraestrutura e Engenharia.

Crédito: Divulgação.

 

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

SANTANDER OFERECE A SEUS CLIENTES ACESSO À ENERGIA LIMPA E RENOVÁVEL, COM ECONOMIA DE TARIFA

O Santander Brasil oferece a correntistas de 20 estados brasileiros, entre eles São Paulo, e …

Facebook
Twitter
LinkedIn