GOVTECH FAZ MATCH DE OPORTUNIDADES E GERA ECONOMICIDADE DE R$ 20 BILHÕES AOS COFRES PÚBLICOS

Anualmente, o poder público transaciona bilhões de reais em compras de bens, produtos ou serviços dos mais variados segmentos. Os insumos vão desde canetas, agulhas, pneus, medicamentos, móveis, obras de engenharia, até alimentos orgânicos, serviços de assessoria contábil e de recursos humanos. A lista é grande. Buscando otimizar essa conexão entre compradores (prefeituras) e fornecedores (empresas privadas), o Portal de Compras Públicas, govtech que nasceu com o propósito de aproximar a iniciativa privada das necessidades de compras dos entes públicos, promove uma economicidade de mais de R$ 20 bilhões aos cofres públicos desde a sua fundação.

Criada em 2016 pelos irmãos Bruno e Leonardo Ladeira, a startup faz o “match” de oportunidades por meio de um marketplace de licitações. Isto é, por meio da plataforma, mais de 3 mil prefeituras conseguem disponibilizar suas demandas de compras para uma base de mais de 400 mil fornecedores capacitados para venderem para o governo. “Em números, temos mais de 250 oportunidades em licitações por dia dentro do nosso marketplace. Além disso, licitamos diariamente 9 mil itens e transacionamos, todos os dias, cerca de R$ 390 milhões em compras públicas dentro da plataforma”, aponta Leonardo Ladeira, CEO e cofundador da govtech.

Com integração total à Nova Lei de Licitações e Contratos, a startup consegue promover uma economia de 28% aos cofres públicos e processos até 76% mais rápidos. Isso porque ao oferecer uma base repleta de fornecedores, há uma ampliação de concorrência em cada processo.

Atualmente, a govtech conta com um modelo freemium, ou seja, com um serviço gratuito e a possibilidade de assinatura paga no valor mensal de R$ 144,00. Apesar disso, não existe cobrança nenhuma para os entes públicos para que eles disponibilizem seus processos de licitações na plataforma. A cobrança é feita apenas para os fornecedores (empreendedores) que desejam ter um serviço mais personalizado de alertas sobre as licitações abertas no marketplace. O Portal de Compras Públicas também não fatura porcentagens em cima dos processos e itens licitados. “Conseguimos gerar oportunidades reais de negócios para pequenas e médias empresas que, muitas vezes, não sabem que podem vender para o governo ou como fazer isso. Dentro do Portal, disponibilizamos capacitações gratuitas para empreendedores de todos os portes interessados em fechar negócios com o governo, seja na esfera municipal, estadual ou nacional”, finaliza Bruno Ladeira, CMO do Portal de Compras Públicas.

O Portal de Compras Públicas é uma GovTech que tem como propósito aproximar a iniciativa privada das necessidades de compras dos entes públicos. Fundada em 2016 pelos irmãos Bruno e Leonardo Ladeira, a startup é considerada a principal plataforma privada de compras públicas do Brasil. Ao transformar a relação entre municípios (compradores) e empresários (fornecedores), a iniciativa promove uma economia de 28% aos cofres públicos e uma agilidade de até 76% nos processos e licitações.

 

Foto: Bruno Ladeira, CMO e cofundador do Portal de Compras Públicas, e Leonardo Ladeira, CEO e cofundador do Portal de Compras Públicas.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

SANTANDER OFERECE A SEUS CLIENTES ACESSO À ENERGIA LIMPA E RENOVÁVEL, COM ECONOMIA DE TARIFA

O Santander Brasil oferece a correntistas de 20 estados brasileiros, entre eles São Paulo, e …

Facebook
Twitter
LinkedIn