HOSPITAL BENEFICÊNCIA PORTUGUESA INAUGURA CENTRAL DE MATERIAIS ESTERILIZADOS

O Hospital Beneficência Portuguesa, instituição centenária e parte da história de Campinas (SP), conta com mais um diferencial em seus serviços que tem como com foco a segurança de seus pacientes, a instalação da Central de Materiais Esterilizados (CME). A nova ala, acaba de ser inaugurada e está atendendo com mais agilidade todos setores do hospital, teve o investimento de R$ 1 milhão.

De acordo com Claudete Nogueira, gerente geral do Hospital Beneficência Portuguesa Campinas, a CME possui um parque tecnológico com diversos equipamentos de limpeza automatizada como termodesinfectoras, lavadoras ultrassônicas com secadoras, autoclaves e  método de esterilização conhecido como gás plasma de peróxido de hidrogênio, o Sterrad®. “São equipamentos de tecnologia avançada, que garantem confiabilidade aos nossos pacientes, respaldados por testes químicos e biológicos, o processamento seguro e efetivo dos materiais, com rastreabilidade na instituição”, explica a gerente.

A implantação da Central de Materiais Esterilizados é estratégica para hospital, que recentemente passou a fazer parte de um selo grupo de hospitais no Brasil certificados com Acreditação Plena pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), e tem como objetivo contínuo aperfeiçoar a sua eficiência e a sua produtividade em saúde. “A nova ala é um avanço, uma melhoria de qualidade para toda a instituição. A CME segue todas as normas de segurança, todas as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Resolução RDC 50, RDC 15 de e também as Boas Práticas recomendadas pelo Sociedade Brasileira de enfermagem em Centro Cirúrgico e Central de Material Esterilizado (SOBECC). É uma unidade essencial no cuidado direto ao paciente. Além de ser um investimento em tecnologia,  é muito importante pelo fato do hospital trazer mais segurança para os pacientes”, afirma Claudete.

Na CME da Beneficência todo o material processado é submetido ao procedimento de limpeza, recebimento, conferência, esterilização, guarda e distribuição. A unidade de 113 metros quadrados funciona 24 horas, 7 dias por semana com um quadro de 19 colaboradores, entre eles enfermeiros, técnicos de enfermagem e supervisor. “A previsão é processar cerca de 10 mil artigos hospitalares por mês”, conclui a gerente.

São 145 anos prestando serviços médicos a cidade de Campinas.  Hoje são cerca de 13.200 pacientes internados por ano, amparados por 16 especialidades médicas. No mês mais de 9 mil pacientes são atendidos no Pronto Atendimento 24h e no ambulatório da ortopedia são mais de 2.500 atendimentos.  São realizadas no hospital aproximadamente 500 cirurgias no mês. Os leitos oferecidos no total são de 138 unidades, sendo 30 de UTI e 10 de Semi intensivos. O Hospital possui o certificado de Acreditação (nível 2) pela qualidade em todos os serviços prestados aos usuários cedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), órgão credenciado pelo Ministério da Saúde. A Beneficência é uma instituição filantrópica, portanto, parte de seu atendimento é voltado ao Sistema Único de Saúde (SUS), leitos clínicos e intensivos (UTI). Além desse atendimento pelo SUS, o Hospital mantém parceria com o município de Campinas nas áreas de Hemodiálise e  Diagnóstico por imagem. Por parte do Ministério da Saúde, a instituição é autorizada para a realização de Transplantes de Medula Óssea (TMO) do tipo autólogo, quando a medula ou as células precursora de medula provem do próprio indivíduo. O Hospital é campo de estágio de internato e residência de clínica médica para Faculdade São Leopoldo Mandic.

 

Foto: Hospital Beneficência Portuguesa.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

CPFL SE MOBILIZA PARA MIGRAR CLIENTES INTERESSADOS NO MERCADO LIVRE DE ENERGIA

O Mercado Livre de Energia é um ambiente competitivo de negociação de energia elétrica. Nele, …

Facebook
Twitter
LinkedIn