IES2 DESENVOLVE APLICATIVOS COM FOCO EM EDUCAÇÃO

A tecnologia a serviço da educação. Foi com essa proposta que foi criada a IES2 – Inovação, Educação e Soluções Tecnológicas, com sede em Campinas, que desenvolve soluções e aplicativos com foco em educação. A empresa conta com uma equipe pequena, mas apaixonada por educação. São oito funcionários administrativos, que são programadores, designers e ilustradores e cinco diretores executivos nas áreas pedagógica e de computação.IES2 (82) (1)

O diretor executivo da IES2, professor José Luis Poli, disse que tudo começou com a ideia de fazer aplicativos para telefones celulares, tablets e desktops com foco na alfabetização de crianças, jovens e adultos analfabetos maiores de 15 anos. O caro chefe da IES2 é o Palma Escola. “è um aplicativo completo para crianças, jovens e adultos. Um programa de alfabetização virtual, que começa  com um nível chamado de alfabeto. Depois dois níveis de sílabas e dois níveis para leitura e compreensão de textos. Esse pacote completo é um único aplicativo. Ele fica na loja Play Store, na plataforma Android e inteiramente gratuito. O produto foi feito com a intenção de potencializar a alfabetização dessas crianças”, explica

A IES2 tem mais de 15 produtos diferentes entre gratuitos e pagos. Esses produtos podem ajudar nas diversas fases do aprendizado, desde as cores e os números até a escrita e a leitura de pequenas frases. “Nós também temos vários produtos para a empresa Movile, que comercializa produtos junto ao Play Kids. São jogos educativos para crianças de 5 a 7 anos de idade, entre eles, a família pirata”, diz

A IES2 também desenvolveu produtos customizados  para o Santuário de Aparecida, com um conjunto de jogos educativos  voltados para os devotos mirins com foco na padroeira do Brasil, Nossa Senhora de Aparecida.IES2 (26) (1)

Recentemente, a empresa de tecnologia com foco em educação lançou uma plataforma  de produção de aulas digitais chamado Aulapp. É uma plataforma de aprendizagem digital, personalizável e com arquitetura escalável, 100% na nuvem, que possibilita a criação de conteúdos e atividades educacionais proporcionando a melhor experiência e mobilidade aos usuários. “A plataforma transforma a aula que um professor ministra em App, então quando ele termina a sua aula pode desenvolver um conjunto de atividades lúdicas para que seu aluno possa baixar esta aula digital em qualquer aparelho, celular, smartphone, tablet, notebook ou desktop. Isso vai ser uma grande utilidade para os professores. Uma ferramenta bastante acessível para que eles possam fazer as suas próprias aulas digitais”, pontua.

José Luis Poli defende que a tecnologia precisa entrar na sala de aula. Segundo ele, as crianças, adolescentes e adultos gostam desse modelo de aula de educação digital e de jogos educativos, que melhoram a aprendizagem e a aceitação dos professores é muito positiva. “Todos sabem que a educação digital que é a educação com tecnologia tem que estar em sala de aula e não há como tirar isso e aqueles  que resistem ficam muito para trás. A escola fica muito atrasada e as crianças ficam com uma defasagem muito grande de aprendizagem”, avalia.

Segundo o professor Poli, quanto mais tecnologia se leva para a sala de aula mais alunos ficam motivados em aprender.  “Aí fica fácil você trabalhar uma aula onde todos os alunos, já por definição, estão motivados. Esse conceito de aula digital em que o professor fará a sua aula é uma ferramenta muito útil, no qual o aluno quando for embora com aquilo que ele aprendeu acessa também um conjunto de atividades digitais, nas quais as avaliações serão feitas depois pelo professor no dispositivo desse aluno”, conclui.

Foto 1 – Diretor Executivo da IES2, Professor José Luis Poli.

Foto 2 – Acesso ao aplicativo Palma Escola.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

VEDAMOTORS APRESENTA NOVIDADES NO SALÃO DAS MOTOPEÇAS

Expectativas muito positivas marcam os preparativos da Vedamotors – Divisão Brasil do Grupo Athena – …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn