O DESAFIO PARA QUEM BUSCA POR PROFISSIONAIS DOMÉSTICOS QUALIFICADOS

Nos últimos meses, uma crescente dificuldade para encontrar profissionais qualificados para a execução de serviços domésticos tem gerado preocupação em todo o país. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em dez anos, o número de empregados domésticos diminuiu. Vagas para tarefas como faxinar, jardinar, passar roupas, cuidar de piscinas e cozinhar encontram escassez de profissionais habilitados para essas funções.

Para José Roberto Campanelli, fundador e diretor da Mary Help, rede de franquias intermediadora de profissionais para serviços de limpeza, conservação e cuidados com locais e pessoas em residências, pequenas e médias empresas, as pessoas que dependem desses serviços têm sentido o impacto da falta de prestadores de serviços. “A dificuldade em encontrar profissionais qualificados pode resultar em um aumento de tempo para a contratação, gerando um cenário desafiador para aqueles que buscam esses serviços”, diz.

A rede de franquias Mary Help, por exemplo, está no mercado desde 2011 com o intuito de intermediar, de forma segura e prática a contratação de diversos tipos de profissionais, seja através de telefone, WhatsApp, site, ou até mesmo um aplicativo próprio da empresa.  Realizando um processo de seleção criterioso e treinamento integrativo das profissionais em suas unidades, a rede mostra-se uma opção segura para quem quer evitar problemas como a falta de profissionais capacitadas e disponibilidade de agenda destas. Comprovando a qualidade dos serviços prestados, a Mary Help vem conquistando prêmios consecutivos, como o de excelência da ABF (Associação Brasileira do Franchising) no segmento de limpeza e conservação.

O setor de serviços gera muitos empregos e movimenta a economia. Para garantir a contratação de profissionais qualificados, com experiência, boas referências e maior segurança, empresas de intermediação como a Mary Help, que foi pioneira no Brasil no segmento, vêm ganhando força e se firmando cada vez mais no mercado.

A Mary Help faz cerca de 700 mil diárias por ano e tem cadastradas quase 9 mil diaristas preparadas para atender os clientes de forma prática e sem burocracia. É possível tornar-se um franqueado com um investimento a partir de R$ 30 mil.

 

Foto: Atuação de diarista cadastrada na Mary Help.

Crédito: Divulgação.

 

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PODCAST PANORAMA DE NEGÓCIOS TEM COMO TEMA MOBILIDADE URBANA INTELIGENTE DE FORMA SUSTENTÁVEL

Neste episódio do podcast Panorama de Negócios vamos falar sobre mobilidade urbana inteligente de forma …

Facebook
Twitter
LinkedIn