PRAVALER PARTICIPA DO PROGRAMA DESENROLA BRASIL

O Pravaler, principal plataforma de acesso e soluções para o ecossistema de educação do país, anuncia a participação no programa Desenrola Brasil do Governo Federal. A iniciativa visa ajudar a renegociação de dívidas da população, podendo auxiliar na redução do endividamento do país.

Líder no financiamento estudantil privado, o Pravaler vai contemplar cerca de 2.000 estudantes que estão com o nome negativado em órgãos de proteção ao crédito e que tenham parcelas em atraso entre janeiro de 2019 e dezembro de 2022. A seleção dos alunos será realizada com base em critérios estabelecidos pela iniciativa do Governo, que leva em consideração fatores como o valor total da dívida, a data do primeiro atraso e da negativação. Como parte das condições, o estudante necessita, ainda, ter uma renda de até dois salários mínimos ou que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Para Rodrigo Ferroni, diretor de Crédito e Cobrança do Pravaler, o ensino superior é onde as pessoas encontram um caminho para que tenham mais oportunidades no mercado de trabalho e, consequentemente, aumento da renda. “Nosso objetivo é contribuir para que os estudantes concluam suas formações acadêmicas para alcançar voos mais altos a fim de conquistar uma boa colocação em sua área de atuação. Essa iniciativa possibilita a conclusão da graduação, sem grandes impactos no orçamento, o que é positivo para impulsionar a educação no país”, comenta o executivo.

Caso o aluno queira negociar as parcelas em atraso diretamente com o Pravaler, a empresa conta com canais de atendimento e participa constantemente de feiras de renegociações de dívidas, oferecendo condições diferenciadas de pagamento.

 

Foto: Rodrigo Ferroni, diretor de Crédito e Cobrança do Pravaler.

Crédito: Divulgação.

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

SOFTWARE DE GESTÃO GANHA NOVOS RECURSOS

O Fracttal One software de manutenção reconhecido como líder nos rankings mais prestigiados do mundo …

Facebook
Twitter
LinkedIn