RADAR FINTECH: BRASIL JÁ CONTA COM MAIS DE 200 EMPRESAS DO SEGMENTO

Crédito facilitado, cartão de crédito e pagamentos sem burocracia, controle de contas em alguns cliques. A simplicidade em gerir o próprio dinheiro e deixar as finanças da empresa em dia através de sistemas simples é o que propõem as fintechs. Essas startups, que ganharam força nos últimos dois anos, ofertam serviços de gestão financeira e estão se tornando uma opção prática frente à burocracia dos bancos tradicionais.pagueveloz-15062015-josehenriquekracikdasilva-zote-daniel-zimmermann-3

O crescimento do segmento é evidente, segundo o novo balanço da Fintechlab, principal organização do setor. No radar, já constam 200 empresas. Entre elas está a PagueVeloz, empresa catarinense com soluções focadas no ramo automotivo.

José Henrique Kracik da Silva, CEO da empresa explica que o objetivo é facilitar o recebimento e pagamento de contas, além de oferecer um auxílio em toda a gestão financeira dos clientes. “Através do nosso sistema, que é acessado online, via login e senha, o cliente verifica quanto tem na sua conta, emite e gerencia boletos, simula vendas parceladas e juros incidentes sobre a transação e ainda pode pagar suas contas”, diz.

A principal aposta da PagueVeloz, que fez a companhia atingir 500% de crescimento no último ano, é a entrada em despachantes e autoescolas. O sistema permite que estas empresas ofereçam o parcelamento de habilitação, IPVA e outras despesas em até 12 vezes no cartão de crédito. “É um importante passo para as PMEs, que até então não tinham tanta facilidade e simplicidade nesse processo. Para os clientes delas é uma oportunidade de deixar o orçamento mais leve. Isso tudo é feito em alguns cliques, sem precisar consultar órgãos como pagueveloz-15062015-josehenriquekracikdasilva-zote-daniel-zimmermann-2SPC e Serasa e então abrir crediário”, salienta José Henrique.

Assim como a PagueVeloz, que libera os valores transacionados pelo cliente em até 24 horas, as demais fintechs também se destacam por operações simples, rápidas e facilitadas. Pesquisas internacionais
apontam que, além de um crescimento exponencial, elas são responsáveis opor uma mudança cultural gradativa em empresas e pessoas.

Um estudo da Capgemini mostrou que apenas 55,1% dos clientes disseram que estão propensos a permanecer com o seu banco para os próximos seis meses e apenas 38% deles indicam a instituição financeira para amigos e familiares.

Em contrapartida, investimentos em tecnologias financeiras aumentaram 10 vezes nos últimos cinco anos no mundo. “Definitivamente, as fintechs estão causando uma revolução na maneira que gerimos o nosso dinheiro. Facilitar os processos é a garantia de uma economia que continua girando, e é nisso que apostamos para continuarmos crescendo”, finaliza o CEO da PagueVeloz.

 

Fotos 1 e 2 – Ceo da PagueVeloz, José Henrique Kracik da Silva.

Crédito: Daniel Zimmermann

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PODCAST PANORAMA DE NEGÓCIOS TEM COMO TEMA MOBILIDADE URBANA INTELIGENTE DE FORMA SUSTENTÁVEL

Neste episódio do podcast Panorama de Negócios vamos falar sobre mobilidade urbana inteligente de forma …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn