STARTUP INAUGURA SUPERMERCADO ONLINE COM ENTREGA RÁPIDA EM CAMPINAS

Fazer compras de supermercado sem sair de casa e receber os produtos em menos de duas horas já está ao alcance do consumidor campineiro. Conveniência, conforto, segurança, rapidez e sustentabilidade são o foco da startup brasileira Obajá que investiu em inovação para revolucionar o hábito das pessoas na hora de fazer as compras de supermercado. Entre os diferenciais do modelo de negócio está a entrega das compras a partir de 90 minutos, com horário agendado pelo cliente.Gabriel Storti_Obaja

A economia de tempo está entre as vantagens do serviço. A maioria dos brasileiros gasta, em média, duas horas por semana fazendo compras de supermercado, além do deslocamento no trânsito, que em cidades de grande porte como Campinas (SP), onde a startup inicia suas operações, representa um tempo significativo. Na plataforma, os clientes chegam a fazer suas compras até mais rapidamente do que irem até uma loja física.

A proposta do Obajá possibilita uma experiência inovadora ao consumidor. Na página inicial (www.obaja.com.br), basta inserir o CEP que em poucos segundos a plataforma mapeia todos os produtos disponíveis de supermercados parceiros na região do cliente. São mais de 2.000 itens, desde hortifruti até produtos orgânicos e importados.  Em mais de 20 departamentos, o usuário escolhe os produtos que deseja e, ao finalizar o pedido, escolhe entre os 20 horários disponíveis de entrega, com intervalos de uma hora, o horário que deseja receber a compra.

Entre a finalização da lista de compras e a entrega efetiva no endereço do cliente, a startup possui um gerenciamento completo no compromisso com a qualidade. No processo operacional está uma equipe de pessoas que atuam dentro dos supermercados parceiros na colocação dos produtos da lista e especial atenção na seleção dos produtos perecíveis.

Como modelo de negócio focado também na sustentabilidade, o empreendimento faz a entrega dos produtos em sacolas ecológicas reutilizáveis, de algodão cru, que ficam com o cliente para devolver na próxima entrega. A proposta é gerar nas pessoas a conscientização sobre o melhor aproveitamento dos recursos e da preservação ambiental.

De acordo com o fundador do Obajá e CEO, Gabriel J. Storti, o modelo de negócio da startup tem como foco a qualidade de vida das pessoas. “Primeiramente precisamos todos buscar entender o porquê estamos aqui; o Obajá existe para que nossos clientes tenham mais tempo para viver e desfrutar mais dos melhores momentos do cotidiano, seja ao lado da família ou dos amigos, em casa, ou aproveitando o tempo para o que mais têm prazer em fazerem”, diz.

Outro diferencial está no atendimento ao cliente. “Acreditamos que dentro do comportamento do brasileiro, o grau de satisfação do cliente, na atualidade, é um nível muito básico para ser atingido, nada mais do que a obrigação de qualquer empresa e, por isso, trabalhamos com o modelo de encantamento do cliente, aonde geramos felicidade e buscamos encantar nossos clientes”, destaca Gabriel Storti.

Segundo o CEO, superar a expectativa do cliente é o principal compromisso do negócio. “Esse é o compromisso conjunto de toda a nossa equipe, inovando e procurando encantar nossos clientes, colocando-os sempre em primeiro lugar. Estamos crescendo de forma sustentável, por meio deste ciclo virtuoso, em uma região de cada vez, servindo nossas comunidades e nos dedicando em tudo o que fazemos. Prosperamos felicidade e excelência em nossa equipe, praticando conscientização ambiental, e agregando valor e conhecimento às pessoas”, completa.

Storti acrescenta que a empresa é a primeira a oferecer o serviço de entrega em curto espaço de tempo. A empresa inicia as operações em Campinas, mas já conta com planejamento para expansão na RMC, com a parceria de supermercados da região.

Diante dos novos hábitos de compra do consumidor, a crise econômica do país não impactou o comércio eletrônico varejista que mantém o ritmo de crescimento. Dados da Associação brasileira de Comercio Eletrônico (ABCOM) apontam que o setor deve crescer 12% em 2017. No ano passado o faturamento atingiu a marca de R$44,4 bilhões.

Foto: Fundador do Obajá e CEO, Gabriel J. Storti.

Crédito: Divulgação.

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

SOFTWAREONE CRIA UNIDADE DE NEGÓCIO PARA FORTALECER OFERTA DE SERVIÇOS DA MICROSOFT NO BRASIL

O recente lançamento do Microsoft Copilot e a ascensão do uso da Inteligência Artificial Generativa …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn