ADERE INVESTE R$ 25 MILHÕES EM AMPLIAÇÃO DO PARQUE FABRIL

A ADERE, maior fabricante brasileira de fitas adesivas e empresa 100% nacional, investiu R$ 25 milhões na ampliação de seu parque fabril em 10 mil m² totalizando 30 mil m² construídos e inclui uma nova área para o Laboratório próprio, ainda mais robusto e tecnológico. O investimento contempla estrutura, equipamentos e tecnologia. O presidente da ADERE, Luis Gustavo Dias, disse que essa ampliação vai possibilitar duplicar a capacidade produtiva. Atualmente a capacidade instalada de produção é de 10 milhões de m²/mês. “É a primeira fase de um ciclo de investimentos que começou com esse prédio. Nós construímos o prédio e demorou cerca de 10 meses. Daí nós adquirimos um equipamento novo de corte e embalagem de fita adesiva. Nós temos planos de investir em uma outra máquina para fazer o processo dede adesivação para o produto semi-acabado que vai gerar R$ 40 milhões de investimento”, disse.

A ADERE fechou 2023 com um faturamento líquido de R$ 350 milhões e pretende em seu planejamento estratégico ampliar esse faturamento acima de  20% em 2024. Para Luis Dias há muito o que crescer, pois a participação da ADERE no mercado é de 13%. “A participação pode chegar a 26%”, pontuou.

A ADERE possui 340 colaboradores. Com a ampliação do parque fabril será possível aumentar o quadro funcional em 13% devendo atingir aproximadamente 384 funcionários. A empresa, de gestão familiar, foi fundada em 1967. Atualmente é administrada pela segunda geração familiar e é norteada pelos mais modernos padrões de Governança Corporativa na organização.

Ao todo, a ADERE ocupa uma área de 150 mil m² em Sumaré. Além da sede, a empresa tem filiais em Recife (PE) com um Centro de Distribuição e uma fábrica em Novo Hamburgo (RS) com um distribuidor local para atender o setor calçadista.

O secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, Jorge Lima, destacou que a ADERE é um exemplo de como as empresários estão confiantes e  acreditando nos rumos da economia e no desenvolvimento do Estado de São Paulo. No caso da Região Administrativa de Campinas formada por 90 municípios a perspectiva é de continuar crescendo. “Essa área, logisticamente falando, é muito privilegiada na visão do investidor ou da empresa que quer vir e que precisa de modais de consumo e exportação. Por isso que ela significa hoje 20% do PIB (Produto Interno Bruto) do Estado de São Paulo. Se a Região Administrativa de Campinas fosse um estado com seus R$ 650 bilhões de PIB seria o quarto estado brasileiro. Isso aqui é um estado mesmo, pujante e vai continuar nessa aceleração pelo modal logístico, pela capacidade de inovação, tem quatro grandes universidades aqui”, declarou.

A ADERE foi fundada no Brasil em 1967 pelo empresário português Luís Gonzaga Dias e coleciona importantes e constantes premiações do setor. A empresa está presente no dia a dia das pessoas, nas casas, nos escritórios, na construção civil e na indústria. Os produtos comercializados atendem os mercados automotivo e transporte; supermercado e papelaria; calçadista e têxtil; arquitetura e comunicação visual; construção e manutenção; flexografia e acabamento gráfico; linha branca e refrigeração comercial; empacotamento e reforço; hospitalar; glazing; emendas de papéis e filmes, elétrica e eletrônica.

 

Foto 1 – Entrevista do presidente da ADERE, Luis Gustavo Dias.

Crédito: Victoria Capelatto.

Foto 2 – Secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, Jorge Lima.

Crédito: Divulgação.

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

CARACTERÍSTICAS IMPORTANTES DE ALGUNS PRODUTOS E SERVIÇOS REFERENTES A POSSIBILIDADE DE APROPRIAÇÃO DE CRÉDITOS DE PIS E COFINS

ARTIGO DE JORGE BAHIA Essencialidade, relevância e imprescindibilidade são características de alguns produtos e serviços, …

Facebook
Twitter
LinkedIn