CAMPINAS CONTINUA COM DÉFICIT NA BALANÇA COMERCIAL

O saldo da balança comercial dos municípios atendidos pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) regional Campinas apresentou um déficit de US$ 600 milhões em agosto desdsc03241_coletiva-ciesp-cps_credito_roncon-graca-comunicacoeste ano. Houve uma redução desse déficit de 0,6% em relação ao mesmo mês de 2015, quando o déficit ficou em US$ 610 milhões. Nessa base de comparação entre os meses de agosto de 2016 com 2015 as exportações apresentaram um aumento de 5,3%, passando de US$ 260 milhões para US$ 280 milhões, enquanto que o valor importado registrou  aumento de 1,1%, passando de US$ 870 milhões para US$ 880 milhões. A corrente de comércio da região registrou crescimento de 2,1% em agosto de 2016 quando comparada com agosto de 2015.

No mês de agosto de 2016, a pauta exportadora dos 19 municípios atendidos pelo Ciesp Campinas teve como principal categoria de produtos a de Máquinas aparelhos mecânicos e suas partes. O valor exportado desse grupo teve queda de 20,2% na comparação entre os meses de agosto de 2015 e 2016, passando de US$ 47,4 milhões para US$ 37,9 milhões.

O segmento Produtos plásticos e derivados foi o segundo grupo com maior valor exportado em agosto de 2016 totalizando US$ 30,3 milhões. O que representa um aumento de 88,1% em relação a gosto do ano passado, quando o valor exportado atingiu US$ 16,1 milhões.

Em relação às importações, o grupo com maior presença entre os principais produtos importados pelos 19 municípios atendidos pelo Ciesp Campinas referente ao mês de agosto foi o de segmento Máquinas e aparelhos eletro eletrônicos, com participação de 27% totalizando US$ 237, 3 milhões em importações. A categoria registrou crescimento de 6,9% no valor importado em agosto de 2016 com relação a agosto de 2015 quando o valor ficou em Us$ 221,9 milhões.

A segunda categoria de produtos impostados pela região no mês de agosto de 2016 está representada por Produtos químicos orgânicos. Em relação a agosto de 2015, o valor importado da categoria teve um crescimento de 25,6% passando de US$ 136,5 milhões em agosto de 2015 para US$ 171,4 milhões em agosto de 2016.

Nível de emprego industrial

O nível de emprego industrial na diretoria regional do Ciesp em Campinas apresentou resultado praticamente estável em agosto. A variação ficou negativa em 0,09%, o que significou uma pequena queda de aproximadamente 150 postos de trabalho. No acumulado do ano o índice está negativo em 1,39%, representando uma queda de aproximadamente 2.250 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, o acumulado está negativo em 5,20%, representando uma queda de aproximadamente 8.700 postos de trabalho. Apesar da queda no número de postos de trabalho, na avaliação do diretor do Ciesp Campinas, José Nunes Filho, acredita que a tendência é de estabilidade. “O que nós estamos sentindo hoje é que o conjunto de dados que nós temos indicam estabilidade. Você pode ter um mês que tenha uma contratação mais alta e você pode ter um mês que tenha uma demissão mais alta, mas no conjunto, nós sentimos uma estabilidade pelos próprios níveis da sondagem industrial. Trata-se de uma estabilidade n undo do poço. Não está havendo ainda uma retomada da economia, mas parou de cair, o que é um bom sinal”, diz.

 

Foto: Entrevista do diretor do Ciesp Campinas, José Nunes Filho.

Crédito: Roncon & Graça Comunicações

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PODCAST PANORAMA DE NEGÓCIOS TEM COMO TEMA MOBILIDADE URBANA INTELIGENTE DE FORMA SUSTENTÁVEL

Neste episódio do podcast Panorama de Negócios vamos falar sobre mobilidade urbana inteligente de forma …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn