DIA NACIONAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA VISUAL

Neste Dia Nacional da Pessoa com Deficiência Visual, celebrado em 13 de dezembro, é importante ressaltar a necessidade premente de conscientização sobre a prevenção para evitar condições que possam levar à perda de visão. De acordo com o Ministério da Saúde, 75% dos casos de cegueira são evitáveis ou curáveis.

Com o objetivo de alertar para a saúde dos olhos, a Dra. Ana Cristina Holanda de Freitas, diretora da Holanda Oftalmologia, em Campinas (SP), traça alguns cuidados que contribuem para que a pessoa se mantenha enxergando até o fim da vida.

Diabetes

“Foi diagnosticado com diabetes, procure um oftalmologista”. A frase assertiva e urgente da Dra. Ana Cristina indica a relação entre diabetes e a saúde ocular. Ana Cristina explica que a diabetes afeta o modo como o organismo processa a glicose e é fundamental que os diabéticos saibam como prevenir danos oculares.

A complicação ocular mais comum é a Retinopatia Diabética, que danifica os vasos sanguíneos da retina, o tecido sensível à luz no fundo do olho. À medida que progride, leva à perda de visão de forma acelerada e é irreversível. Por ser assintomática em seus estágios iniciais, o paciente pode não perceber. Por isso é crucial realizar exames oftalmológicos regulares, conforme prescrição médica, para diagnosticar precocemente e tratar a retinopatia diabética a tempo. “O diabético deve manter os níveis de açúcar no sangue sob controle, monitorar a pressão arterial e seguir uma dieta saudável”, destaca.

Glaucoma

O glaucoma é a perda de fibras do nervo óptico e causa a redução do campo de visão periférica, isto é, de fora para dentro, de forma lenta e irreversível. Pessoas com histórico familiar dessa condição devem estar especialmente atentas e realizar exames oftalmológicos regulares para detecção precoce e tratamento adequado. A recomendação é que a partir dos 40 anos o exame que analisa se há o aumento da pressão do olho – um dos sintomas mais comuns do glaucoma – deva ser feito nas consultas ao oftalmologista.

Um cuidado bastante importante é quanto ao uso de colírios com corticoide, que infelizmente, pela legislação atual não necessitam de receita médica para ser adquirido nas farmácias. Procurado ingenuamente por pessoas que buscam tirar a vermelhidão da vista, o uso desse tipo de medicação por tempo prolongado pode gerar glaucoma.

Traumas

A Dra. Ana Cristina Holanda chama a atenção para a prevenção de acidentes domésticos e no local de trabalho. “Não ignore o uso de equipamentos de segurança para precaução de lesões oculares. Na idade adulta, os traumas na vista causados por distração e falta de cuidado são importantes fatores que causam cegueira irreversível”, salienta.

Degeneração macular

A degeneração macular ocorre em idosos. Caracterizada pela perda da visão funcional, a doença atinge a visibilidade do centro do olho, restando a visão apenas no entorno da vista. A ida periódica ao oftalmologista pra quem tem a partir de 60 anos é recomendada para que não se atinja o estágio em que o tratamento não faça mais efeito.

Entre os fatores causadores e de risco da degeneração macular estão o consumo de cigarro, exposição ao sol cumulativa ao longo da vida, doenças cardiovasculares, obesidade, ingestão de alimentos ultraprocessados, hipertensão e algumas anormalidades genéticas.

Catarata

Se não tratada com cirurgia, a catarata gera cegueira. No entanto, por meio da cirurgia a visão é facilmente reversível quando o paciente não tem outras patologias. “Quando o paciente tem acesso à cirurgia, a chance de sucesso é grande, a recuperação da visão é rápida e com pouco sofrimento”, frisa.

Avanços na tecnologia

Há de se destacar que o mercado disponibiliza materiais e acessórios projetados para melhorar a qualidade de vida das pessoas com baixa visão. “Existem diversos recursos e tecnologias inovadoras que podem auxiliar na vida diária, desde lupas e sistemas de iluminação especial, dispositivos de realidade aumentada, plataformas de Inteligência Artificial etc que facilitam a realização de tarefas cotidianas para aqueles com visão reduzida”, conclui.

 

Foto: Dra. Ana Cristina Holanda de Freitas, diretora da Holanda Oftalmologia.

Crédito: Divulgação.

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

ESPECIALISTAS APONTAM QUE SUCESSÃO E DIVISÃO DE BENS DE ABILIO DINIZ DEVEM ACONTECER DE FORMA TRANQUILA

A morte do empresário Abilio Diniz, aos 87 anos, no último domingo (18/02) causou uma …

Facebook
Twitter
LinkedIn