GINCANAS ENVOLVEM MAIS DE MIL ESTUDANTES DO COLÉGIO INTEGRAL

Mais de mil alunos do Ensino Fundamental 2 e Ensino Médio do Colégio Integral estão em festa! Maio é o mês das gincanas que, além de integrar os estudantes das seis uGincana Integral cabo de guerranidades da rede, desafiam os saberes intelectuais, esportivos, artísticos e de raciocínio. A Gincana do Integral, que envolve os alunos do Ensino Médio, é a mais tradicional, com 30 anos de história, seguida pela do Ensino Fundamental 2, a GinTeen, que está na 19ª edição.

As provas estimulam os jovens também a pensar no próximo com tarefas solidárias, como a campanha de arrecadação de alimentos para doação. Divididos em equipes, os estudantes arrecadam leite em caixinhas longa vida e em latas de pó, arroz e feijão que depois são doados para o Banco de Alimentos da Prefeitura, que distribui tudo para entidades cadastradas. São cerca de 100 instituições beneficentes na listagem, que atuam junto a crianças, adolescentes, idosos, vítimas de doenças graves, dependentes químicos, desempregados e pessoas com deficiência em risco social.

Em 2016, foram reunidas mais de 35 toneladas de alimentos, volume que representa 35% do montante mensal recebido pelo órgão. Segundo a coordenadora do Banco, Bruna Angelis, é a primeira vez que uma quantia tão expressiva é entregue por uma unidade educacional. “Normalmente recebemos essa quantidade de multinacionais alimentícias. Em trotes da cidadania de universidades, por exemplo, o volume não costuma ultrapassar 5 toneladas”, lembra a coordenadora.

De acordo com o presidente do Instituto Integral, Ricardo Falco, as gincanas têm os objetivos pedagógico e de integração das unidades, pautados na honestidade e no coleguismo. “Os alunos são estimulados em suas várias habilidades e cada um demonstra no que é bom. Não só os estudantes, mas também as famílias e toda a comunidade escolar, somos incentivados ter um olhar para o próximo”, ressalta Falco, que também é diretor da unidade Taquaral.Gincana Integral torcida de amarela

O diretor pedagógico da unidade Paineiras, David Apolinário, lembra que as gincanas ocorrem em maio, mas que os estudantes se estruturam meses antes. “Eles vendem patrocínios para as camisetas das equipes, fazem bolos para vender e organizam rifas para juntar dinheiro e, próximo à data da gincana, trocam por alimentos para assegurar que os produtos cheguem ao destino dentro da validade”, explica.

Além das tarefas solidárias, a gincana promove jogos recreativos, caça ao tesouro, show de talentos, competições esportivas, entre outras atividades, que envolvem os alunos no período contraturno e também aos finais de semana, inclusive com ações o dia todo numa chácara.

Para Mariah Eduarda Motta Felippe, do 9º ano, eleita “capitã” para gerenciar a participação dos colegas da unidade Taquaral, ser escolhida líder na edição desse ano é um sonho alcançado. “Desde que participei da primeira gincana, me apaixonei. Gosto de estar na organização, de ver as coisas acontecendo e de ajudar as pessoas”, conta a estudante.

Aluno do 3º ano do Ensino Médio na unidade Alphaville, Felipe Xavier da Costa até lamenta por não se dedicar mais, e olha que ele disse que tem dado o seu máximo, animando os colegas para irem aos treinos e conseguindo doações em dinheiro de comércios para a compra de alimentos que serão distribuídos às entidades assistenciais: “Se eu não estivesse em ano de vestibular, seria um capitão melhor”, diz, modesto.18ª GINTEEN reduzida

O Integral nasceu em Campinas, em 1980, com o Curso Integral, fruto da iniciativa de um conjunto de estudantes universitários egressos do Instituto Tecnológico da Aeronáutica, o ITA.

Desde então, uma ideia orienta aquele que é um dos maiores grupos educacionais do interior de São Paulo: a formação global, do aluno e do indivíduo, com o intuito de preparar para a universidade e para a vida. Busca o equilíbrio entre o prazer no aprendizado e a exigência nos resultados. Desenvolve, assim, a curiosidade e o espírito crítico, a autonomia e a responsabilidade.

O Integral é destaque na área educacional na Região Metropolitana de Campinas, a metrópole concentra um dos maiores polos tecnológicos e econômicos do País, com grandes e excelentes universidades, além de empresas de alta tecnologia. Em Campinas, o Integral tem quatro unidades, Paineiras, Alphaville, Parque Prado e Taquaral. O Instituto está presente também em Paulínia e Vinhedo.

Foto 1 – Gincana Integral Cabo de guerra.

Foto 2 – Gincana Integral torcida amarela.

Foto 3 – 18ª Ginteen

Crédito: Divulgação.

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

SINDUSCON-SP ESTÁ REPRESENTADO NA NOVA DIRETORIA DO CMDU DE CAMPINAS

O diretor da Regional Campinas do SindusCon-SP, Marcio Benvenutti, foi eleito em 20 de fevereiro, …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn