O MERCADO BILIONÁRIO DAS REVENDAS

Atualmente, uma tendência crescente desafia a noção convencional de consumo que é o mercado de revendas, que inclui desde tênis de edição limitada até carros usados e surge como um gigante econômico, impulsionando tanto a circulação de bens quanto a sustentabilidade ambiental.

Encontramos um setor aparentemente modesto desta tendência que são as revendas de produtos em segunda mão. Contudo, sua influência vai muito além da superfície. De Paris a Xangai, passando por todas as grandes metrópoles do globo, uma cultura abrangente de compra e venda de itens usados está transformando a dinâmica do mercado de consumo.

Os números impressionam, pois estima-se que o mercado de tênis de edição limitada movimente mais de 1 bilhão de dólares anualmente, segundo especialistas do setor. Um dos fatores impulsionadores desse crescimento é a busca por exclusividade e autenticidade, valores cada vez mais prezados por uma geração que busca se destacar em meio à homogeneidade do mercado.

Julien Ojea, codinome de Larry Deadstock, um dos principais revendedores franceses de sapatos esportivos em Paris, destaca sobre esse crescimento. “Há cerca de 10 anos, éramos cerca de 50 ou 100 em cada lançamento de um novo par. Agora somos quase 10 mil só na França”, afirma.

Além disso, a indústria da moda também é impactada por essa revolução. Marcas renomadas agora enfrentam a concorrência não apenas de seus pares, mas também de um vasto mercado de revendas que oferece produtos de qualidade a preços mais acessíveis. Essa dinâmica desafia o paradigma tradicional do consumo e pressiona as empresas a repensarem suas estratégias de produção e distribuição.

No entanto, o mercado de revendas não se limita ao universo do luxo e da moda. No setor automotivo, por exemplo, a venda de carros usados está experimentando um crescimento significativo. Segundo dados recentes, o mercado de usados pode atingir a marca de 15 milhões de veículos, representando uma oportunidade tanto para compradores em busca de um bom negócio quanto para vendedores em busca de liquidez.

Por trás desses números impressionantes, há uma série de fatores impulsionadores. A crescente conscientização ambiental levou muitos consumidores a optarem por produtos de segunda mão, reduzindo assim o desperdício e promovendo a sustentabilidade. Além disso, a facilidade de acesso às plataformas de revendas online democratizou o processo de compra e venda, tornando-o mais acessível a uma ampla gama de pessoas.

Diante desse cenário, a faculdade de administração desempenha um papel crucial, capacitando os futuros líderes empresariais a compreender e aproveitar as oportunidades oferecidas pelo mercado de revendas. Ao entenderem as complexidades desse setor em constante evolução, os estudantes de administração estarão preparados para enfrentar os desafios e capitalizar as oportunidades do mundo dos negócios.

O mercado bilionário das revendas é um fenômeno global, redefinindo as normas tradicionais do consumo e impulsionando a economia de maneiras inesperadas. À medida que continuamos a testemunhar sua expansão, é evidente que esse setor desafiador continuará a moldar o futuro do comércio global.

 

 

Foto: Julien Ojea, codinome de Larry Deadstock.

Crédito: Divulgação

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

SOFTWAREONE CRIA UNIDADE DE NEGÓCIO PARA FORTALECER OFERTA DE SERVIÇOS DA MICROSOFT NO BRASIL

O recente lançamento do Microsoft Copilot e a ascensão do uso da Inteligência Artificial Generativa …

Facebook
Twitter
LinkedIn