PLANOS DE SAÚDE VENCEM QUEDA DE BRAÇO CONTRA A POPULAÇÃO

O governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) vetou na terça-feira, dia 7 de março, o projeto de lei 98/2022, de autoria do deputado estadual Rafa Zimbaldi (Cidadania), que garante às pessoas com deficiência em todo o Estado de São Paulo o atendimento irrestrito e sem discriminação pelos planos de saúde. A proposta do deputado foi aprovada no dia 21 de dezembro de 2022 pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). “Recebi a notícia com tristeza. Isso é um golpe para milhares de pessoas do Estado de São Paulo porque elas passam a ficar novamente sob o julgo dos planos de saúde, que além dos altos valores cobrados nas mensalidades, dificultam e até restringem o atendimento aos conveniados”, disse Rafa Zimbaldi.

Em seu veto, o governador afirma que “compete privativamente à União” legislar sobre a política de seguros no País.

O deputado recebeu a ligação de representantes de entidades que atuam em favor das pessoas com deficiência que também lamentaram o veto à proposta.

Para Zimbaldi, a não vigência de uma lei como a que foi proposta por ele representa que mais uma vez as empresas de planos de saúde venceram a queda de braço contra a população, especialmente neste caso, contra as pessoas com deficiência.

Pela proposta do deputado, as prestadoras de serviço de saúde descritas devem oferecer cobertura necessária para atendimento irrestrito do paciente, sob pena de serem obrigadas a custear ou reembolsar integralmente as despesas com profissionais não credenciados.

 

Foto: Deputado Rafa Zimbaldi.

Crédito: Eduardo Shirakawa.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

AWARE INVESTMENTS INICIA PLANO DE EXPANSÃO REGIONAL E PREVÊ CHEGAR A R$ 20 BI SOB GESTÃO

O ano de 2024 tem tudo para ser bastante promissor para a Aware Investments. O …

Facebook
Twitter
LinkedIn