PROJETO DE ASSISTENTE VIRTUAL INTELIGENTE DO CPqD INICIA PILOTO COM USUÁRIOS

O CPqD, instituição independente, com foco na inovação em tecnologias da informação e comunicação (TICs), com sede em Campinas, deu início na última sexta feira (23/06) ao projeto piloto que orientará o desenvolvimento de seu Assistente Virtual para Inclusão Social e Autonomia (AVISA).  O objetivo desse novo projeto é facilitar o uso de dispositivos móveis com tela sensível ao toque (touchscreen) por idosos, pessoas com baixo letramento, cegas ou com deficiências visuais.AVISA - Foto03

Trata-se, a princípio, de uma atualização tecnológica do CPqD Alcance, que já vem ajudando milhares de pessoas com deficiências visuais no país a utilizar smartphones touchscreen baseados em sistema operacional Android, no qual a aplicação está disponível para download gratuitamente na Play Store do Google.

O pesquisador da Diretoria de Suporte a Decisão e Aplicações do CPqD que está coordenando o projeto AVISA, Claudinei Martins, disse que com essa evolução, o aplicativo passará a atender outros públicos, como por exemplo, os idosos e ainda terá uma ampliação dos serviços. “A meta principal do projeto é desenvolver um assistente virtual inteligente, com capacidade de diálogo com o usuário, utilizando técnicas de processamento de linguagem natural”, revela Martins. Para isso, serão empregadas tecnologias de computação cognitiva e de aprendizado de máquina desenvolvidas no próprio CPqD.

O teste AVISA - Foto02piloto envolve 11 pessoas, entre idosos, pessoas com deficiências visuais e com baixo letramento, que receberam gratuitamente os smartphones para uso pessoal, durante o desenvolvimento do projeto, previsto para terminar no início de 2019. A entrega dos aparelhos ocorreu no Centro de Prevenção à Cegueira (CPC) de Americana, que atua como parceiro do CPqD nesse projeto, oferecendo suporte para oficinas participativas, pesquisas com usuários e para os próprios testes piloto.

Segundo o pesquisador Claudinei Martins, técnicas de reconhecimento automático de fala serão utilizadas para facilitar o acesso do usuário às funções do smartphone, que será por comandos de voz. O projeto AVISA conta com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) da FINEP e será dividido em etapas, durante as quais novos recursos serão adicionados gradativamente ao aplicativo. Em uma delas, programada para agosto, os idosos deverão ganhar uma aplicação específica desenvolvida dentro do projeto AVISA.

As soluções do CPqD são utilizadas por empresas e instituições no Brasil e no mercado internacional, em setores como comunicação e multimídia, utilities, financeiro, indústrias, administração pública e defesa e segurança. Atuando há 40 anos, o CPqD conta com mais de 1.200 profissionais altamente capacitados, reconhecidos por sua criatividade e comprometimento com elevados níveis de qualidade. Possui hoje o maior programa de P&D da América Latina na sua área de atuação e tem como objetivo contribuir para a competitividade do País e a inclusão digital da sociedade, levando ao mercado tecnologias de produto, sistemas de missão crítica, serviços tecnológicos e consultorias que beneficiam grandes e pequenas empresas, aumentando a eficiência desses negócios e alavancando o empreendedorismo no Brasil.

Fotos 1 e 2 – Aplicativo desenvolvido pelo CPqD.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

MERCADO DE CHOCOLATES FICA AQUECIDO COM PROXIMIDADE DA PÁSCOA

A Páscoa desse ano será celebrada no dia 31 de março. Como de costume, as famílias …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn