PSICOLOGIA VIVA, MAIS UM BENEFÍCIO DA ZURICH PARA SEUS 1.500 COLABORADORES CUIDAREM DE SUA SAÚDE MENTAL E EMOCIONAL

Com a decretação da pandemia e a implantação do trabalho remoto, que mudou radicalmente a dinâmica do dia a dia profissional das pessoas, a necessidade de cuidar da saúde mental e emocional dos funcionários ganhou ainda mais relevância para as empresas preocupadas com o bem-estar de seus colaboradores. É o caso da Zurich, que está lançando mais uma iniciativa nesse sentido, através da parceria com a Mercer Marsh Benefícios e a Psicologia Viva, maior plataforma de atendimento psicológico online da América Latina.

Através da plataforma digital, a Zurich oferecerá, de maneira mais ampla, atendimento psicológico para os 1.500 funcionários da empresa no Brasil (que carinhosamente se tratam internamente como “zurichers”) – e que é extensiva aos seus dependentes. Desta forma, todos têm acesso à terapia online de forma fácil e segura, independente de onde estiverem.

O benefício tem a marca da facilidade: os colaboradores e seus dependentes podem utilizar a plataforma sem a necessidade de encaminhamento médico para agendar atendimento. São duas sessões por mês custeadas pela Zurich, mas se houver a necessidade de aumentar esse número, os funcionários podem fazê-lo através de pagamento à parte. Para os dependentes, o valor não é custeado pela empresa, mas pode ser pago diretamente ao parceiro.

O Psicologia Viva é parte de um programa maior da empresa, chamado Equilíbrio Z, que, de forma resumida, é um conjunto de ações de saúde que visam a cuidar da saúde e bem-estar dos zurichers. “A intenção é criar uma rede de apoio e atendimento para os zurichers e, também, seus dependentes. Nós sempre reconhecemos a importância de dar suporte ao funcionário em sua saúde geral. Acreditamos que Psicologia Viva ajudará na qualidade de vida”, comenta o Diretor Executivo de Recursos Humanos da Zurich no Brasil, Carlos Toledo.

Em junho, a Zurich já havia lançado o aplicativo Equilíbrio Z, que é homônimo ao programa e reúne todas as suas ações e vantagens, com o objetivo de auxiliar os funcionários da Zurich, assim como seus familiares, a integrarem gestão de saúde, bem-estar e qualidade de vida em uma só plataforma.

Com o app, funcionários, seus cônjuges e filhos maiores de 18 anos têm à disposição ferramentas como: protocolos de avaliação de sua saúde física e emocional, com questionários validados por especialistas; acesso a conteúdo personalizado, com base nas metas de saúde de cada usuário; histórico de saúde, com possibilidade de inclusão de calendário vacinal e resultados de exames já realizados; e encaminhamento ao portal das operadoras de saúde, para agendamento de consulta. Todas as informações concedidas pelo usuário são sigilosas.

Saúde e bem-estar dos funcionários é cada vez mais prioritário

No amplo espectro de ações que se enquadram na categoria de valorização dos funcionários, mantê-los bem e saudáveis em todas as esferas deve ser uma prioridade. Para Carlos Toledo, Diretor Executivo de Recursos Humanos da Zurich no Brasil, esta é mais que uma opinião pessoal; é um fato atestado por diversos especialistas mundo afora, como discutiu o documento Futuro do trabalho e, mais recentemente, “Moldando um futuro de trabalho melhor: Percepções do mercado global e local”, ambos fruto de uma parceria entre a Zurich e a Universidade de Oxford. “Como revelaram os papers, funcionários em empresas de todo o mundo esperam que seus empregadores participem mais de seu bem-estar geral. Estes têm um grande ‘dever de cuidar’, especialmente após a Covid-19, que reestruturou o mundo do trabalho, como observaram os entrevistados para o relatório. E, por conta dos impactos da pandemia, quando precisam de apoio, as pessoas passaram a recorrer às suas empresas – e elas estão certas”, observa.

Para Carlos Toledo, os funcionários são o bem mais valioso das companhias e ele têm o direito de esperar que sejam cuidados. “Considerar as pessoas apenas como uma força de trabalho é algo do passado. O equilíbrio de vida, que considera aspectos físicos, mentais e financeiros, deve ser apoiado como um todo, e isto deve ser feito como prioridade na corporação – algo que é bom para as duas partes envolvidas: dessa forma, num ambiente de menos estresse, ambas prosperam”, conclui.

 

Foto: Diretor Executivo de Recursos Humanos da Zurich no Brasil, Carlos Toledo.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

INSTITUTO LAFARGEHOLCIM REALIZA AÇÃO JUNTO A COLABORADORES E DOA MILHARES DE BRINQUEDOS

O mês de outubro foi marcado pela solidariedade nas cidades onde a LafargeHolcim tem fábricas …

Facebook
Twitter
LinkedIn