TERMOMECÂNICA DA AMAZÔNIA INICIA A PRODUÇÃO

Acaba de entrar em operação a nova fábrica da Termomecanica (TM), localizada no polo industrial de Manaus (AM). O principal produto que está sendo fabricado é o tubo de cobre ranhurado, com excelente aplicação na fabricação e instalação de sistemas de refrigeração e ar-condicionado, assim como de compressores, linha branca, refrigeradores comerciais, evaporadores, trocadores de calor, conexões, purificadores de água, entre outros. Com forte presença nesse segmento, a TM pretende, ao produzir na Amazônia, ampliar o abastecimento do mercadtuboso nacional, que hoje ainda importa parte desses insumos.  Os investimentos na TM da Amazônia devem chegar a R$ 9,8 milhões nos próximos meses.

A nova linha de produção é a única do mercado com capacidade de fabricar bobinas de até 800kg, o que agiliza o processo e traz ganhos consideráveis de produtividade para os clientes. Para poder fornecer neste formato, a empresa investiu em equipamentos de alta tecnologia. Por estar localizada na mesma região onde se encontram os principais fabricantes do setor de refrigeração, a TM aumenta sua competitividade oferecendo atendimento mais ágil e melhores preços.

A expectativa é de que, a partir de 2018, a Termomecanica da Amazônia esteja usando 100% de sua capacidade instalada, atingindo a produção de 150 toneladas mensais de insumo para atender a indústria de refrigeração.

A TM da Amazônia é a quinta fábrica do grupo, que conta ainda com duas unidades em São Bernardo do Campo (SP), uma no Chile e uma na Argentina, além de um Centro de Distribuição em São Bernardo do Campo (SP) e outro em Joinville (SC).

A Termomecanica, uma das maiores indústrias privadas brasileiras, é líder no setor de transformação de metais não ferrosos, cobre e suas ligas em produtos semielaborados e produtos acabados. Recentemente, passou a fabricar também produtos em Alumínio. Fundada em 1942, com um capital de 200 dólares, pelo engenheiro Salvador Arena, é altamente capitalizada, com um patrimônio líquido avaliado em mais de 800 milhões de dólares. A empresa mantém programas de constante modernização e expansão, que definem sua tradicional estratégia de reinvestimento de lucros. A Termomecanica e demais empresas que compõe a divisão de semielaborados do grupo contam com cerca de 1.700 empregados.

Foto: Tubo de cobre ranhurado.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

A PRIMEIRA MÁQUINA DE CORTE A LASER TRUMPF DE 12 kW ESTÁ EM OPERAÇÃO NO BRASIL

O Brasil está entre os países que já receberam a nova máquina de corte a …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn