VEDAMOTORS APRESENTA NOVIDADES NO SALÃO DAS MOTOPEÇAS

Expectativas muito positivas marcam os preparativos da Vedamotors – Divisão Brasil do Grupo Athena – para a participação da empresa no “13º Salão Nacional e Internacional das Motopeças”, que será realizado de 6 a 9 de março, no Expo Center Norte (SP). O principal motivo do entusiasmo é a oportunidade de reforçar para o mercado um dos diferenciais da marca no qual a Vedamotors é uma empresa com “DNA de Fábrica”, que acredita na produção nacional e na internacionalização da tecnologia. “Ao contrário de outras marcas que estão expatriando fábricas, nós estamos ampliando e diversificando a nossa capacidade de produção para sermos competitivos e ganharmos mercado. E vamos mostrar na prática para fabricantes, distribuidores, varejistas e aplicadores as novidades que comprovam isso”, afirma Eziel Maciel, Diretor Executivo da Vedamotors.

“DNA de Fábrica” significa mostrar conhecimento técnico, ter um processo produtivo robusto e um controle de qualidade rigoroso. “Ou seja, é ser multifuncional e multidisciplinar para desenvolver demandas. Tudo isso é resultado de investimentos em pessoas e na aquisição de equipamentos de ponta, nos últimos anos. Os nossos produtos refletem este direcionamento estratégico”, completa Felipe Goulart, Diretor de Operações da empresa.

No Salão das Motopeças, o destaque da Vedamotors, que fica na cidade de Lontras (SC) e presente no mercado há 32 anos, será a linha de retentores de borracha, que desde a inauguração da Fábrica de Elastômeros, em novembro de 2023, passou a ser produzida de ponta a ponta na empresa. Também terão espaço produtos da linha de borracha/guarnições e da linha de eletrônicos que, em 2024, terá ações estratégicas para levar mais competitividade para clientes e consumidores , com produtos de alta qualidade, além das linhas de juntas – da qual a empresa possui 80% do mercado nacional -, metal/motor e filtros.

A meta da Vedamotors é aumentar a produção de retentores, inicialmente, em 60%, e o faturamento da linha, em 50% até 2025, para, assim, se tornar a maior fabricante nacional deste item para o mercado duas rodas. A inauguração da Fábrica de Elastômeros foi decisiva para a consolidação desta estratégia, pois permitiu a verticalização da produção, do composto até a produção final, seguida de inspeção rigorosa com os melhores equipamentos do mundo. “Antes, como não fabricávamos o composto, não tínhamos controle sobre todo o processo. O caminho para superar desafios foi verticalizar a produção dos compostos, inclusive um pré-requisito para vender para montadoras”, explica Maciel. 

Segundo Elton Maçaneiro, Gerente Nacional de Vendas do Mercado de Aftermarket, os resultados deste processo já começaram a aparecer, com um aumento significativo, da ordem de 30%, na venda de retentores de borracha entre novembro e dezembro de 2023. “Somos uma das únicas fabricantes nacionais de retentores para motos, e a fábrica de borracha nos permite ganhar competitividade no mercado. É um nicho extremamente interessante, porque o retentor é um item técnico, que envolve muito know-how, por isto, é um produto para diferenciar a Vedamotors no mercado”, diz.

A decisão estratégica da Vedamotors de crescer no mercado de eletrônicos para motocicletas começou em junho de 2019, com a aquisição da Servitec. Após entender as demandas do mercado, a empresa aprimorou cada item, investiu na produção e na área comercial até, no ano passado, migrar o nome dos produtos para Vedamotors. “Hoje, o volume de produção da linha eletrônica é 10 vezes maior do que quando adquirimos a empresa”, conta Maciel.

Crescimento da marca

Os produtos da marca tangibilizam um processo de transformação cultural interna da Vedamotors, para valorizar o papel da empresa no mercado de motocicletas, o segmento de mobilidade que mais cresce no Brasil. Eziel Maciel lembra dados de mercado em 2023 que reforçam as estratégias da empresa: segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), as fabricantes de motocicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) produziram um volume 11,3% superior ao de 2022, enquanto o número de emplacamentos cresceu 16,2% em relação ao mesmo período. “A transformação da cultura interna se reflete no mercado em inovação, novas linhas de produtos, competitividade e qualidade. Se a frota cresce, cresce o consumo, cresce toda a cadeia. Queremos estar no dia a dia dos motoboys. Assim, o Salão das Motopeças será muito positivo, principalmente porque será o maior em presença de público, desde a pandemia”, conclui.

 

Foto 1 – Eziel Maciel, Diretor Executivo da Vedamotors.

Foto 2 – Felipe Goulart, Diretor de Operações da Vedamotors.

Foto 3 – Elton Maçaneiro, Gerente Nacional de Vendas do Mercado de Aftermarket.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PARKINSON – O QUE É PRECISO SABER

ARTIGO DA MÉDICA LAURA MORIYAMA  A doença de Parkinson foi descrita em 1817 por James …

Facebook
Twitter
LinkedIn