EVENTO INTERNACIONAL DISCUTE TECNOLOGIA DE ALIMENTOS EM CAMPINAS

Campinas (SP) está sediando o IV International FoodTech Forum e o IV FoodTech Expo, no Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital). O evento é promovido pelo FoodTech Hub Latam, que agrega empresas, universidades e institutos de pesquisa, órgãos governamentais e não governamentais, foodtech startups e venture capital. O fórum reúne vários players do setor de alimentos como indústrias, startups, institutos de pesquisa, universidades, autoridades, entre outros.

No FoodTech Expo participam mais de 20 startups do Brasil, da América Latina e de outros continentes. Vários painéis tratam de temas envolvendo  formas sustentáveis e regenerativas de cultivo, tecnologia, inovação, segurança alimentar, entre outros, que contemplam a complexa cadeia de produção de alimentos no Brasil.

O prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos) destacou em entrevista exclusiva ao jornalista Milton Paes do site Panorama de Negócios, que a cidade tem um papel extremamente importante em inovação e tecnologia. Dário Saadi destacou  sobre o projeto do HIDS, que é o HUB Internacional para o Desenvolvimento Sustentável, que visa construir uma estrutura que combina e articula ações, através de parcerias e cooperações entre instituições que possuem competências e interesses voltados a prover contribuições concretas para o desenvolvimento sustentável de forma ampla, incluindo as ações que tenham impactos nos eixos social, econômico e ambiental. Essa estrutura deve estar sediada em um local onde as sinergias são identificadas e potencializadas, sendo, desse modo, denominada como um HUB. Segundo o prefeito essa área corresponde ao antigo Ciatec II (Companhia de Desenvolvimento do Pólo de Alta Tecnologia de Campinas). A discussão segue em torno da mudança do zoneamento daquela região. Com uma nova Lei de Uso e Ocupação do Solo, essa região viabilizaria o projeto do HIDS. “Esse IV FoodTech Forum consolida Campinas como a capital da tecnologia e da inovação, capital do FoodTech. O Brasil é o grande produtor de alimentos do mundo. O Brasil é Food e Campinas é Tech. Se o país tem essa vocação para produção de alimentos, Campinas  tem essa vocação de fazer isso com  tecnologia. De agregar tecnologia na produção de alimentos e isso ajuda não só o país, mas todo o mundo”, declarou o prefeito.

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação de Campinas, Adriana Flosi, disse que é importante a transformação da cidade pela inovação e isso é alcançado, segundo ela, por uma tríplice hélice envolvendo o Poder Público; as universidades, que dão conhecimento aos Institutos de Pesquisa, e as pessoas como um todo compreendendo isso. “A gente tem feito de fato esse elo apoiando isso cada vez mais e a gente tem visto resultados bastante interessantes. Cada vez mais destacar a cidade através  do próprio HIDS e também a área de inovação que a gente pretende criar e que já temos um projeto para toda a área do pátio ferroviário.. Você vai olhando a cidade numa nova perspectiva e isso trás oportunidades de empresas que queiram vir para cá. As empresas vindo trazem empregos e com isso qualifica a mão de obra para poder atender esses empregos”, avaliou.

A pesquisadora Silvia Maria Fonseca Silveira Massruhá que é a primeira mulher a assumir a presidência da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) disse que Campinas tem um papel estratégico, principalmente nessa área de tecnologia de alimentos para o Brasil todo. “A Embrapa tem 43 Centros de Pesquisa. Tem dois centros que eu destacaria nessa área de tecnologia de alimentos que é a Embrapa Agroindústria de Alimentos no Rio de Janeiro e a Embrapa Agroindústria Tropical, que fica em Fortaleza. São unidades com esse foco na área de tecnologia de alimentos e tem parceria, inclusive, com o Ital e com a Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), declarou.

Paulo Silveira, fundador e CEO do FoodTech Hub Latam, disse que o Brasil tem a maior diversidade do planeta e é preciso ter tecnologia. Para ele, Campinas pode prover essa tecnologia para agregar valor para cadeia do Agro com produtos mais acessíveis na mesa da população, mais nutritivos e mais gostosos. “Nós queríamos mostrar para a comunidade nacional e internacional o Tropical Food Innovation Lab, que é a maior plataforma de inovação que estamos construindo dentro do Ital”, disse.

O  Tropical Food Innovation Lab é um centro de inovação de excelência na América Latina que vai desenvolver produtos sustentáveis em alimentos e bebidas de forma colaborativa. O FoodTech Hub Latam participa do consórcio. Equipamentos de última geração estão sendo instalados no local e entrarão em fase inicial de testes. A perspectiva é de que o espaço seja inaugurado em outubro. Até o momento já foram investidos cerca de US$ 3 milhões e para o funcionamento pleno deve contar com mais US$ 2 milhões.

 

Foto 1 – IV International FoodTech Forum .

Foto 2 – Prefeito de Campinas, Dário Saadi.

Foto 3 – Presidente da Embrapa, Silvia Maria Fonseca Silveira Massruhá.

Foto 4 – Paulo Silveira, fundador e CEO do FoodTech Hub Latam.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

SANOFI E DHL SUPPLY CHAIN INAUGURAM CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO EM EXTREMA

A Sanofi, empresa global de saúde, e a DHL Supply Chain, líder global em armazenagem …

Facebook
Twitter
LinkedIn