CASA DA CRIANÇA PARALÍTICA REALIZA CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO DE RECURSOS

Com a prorrogação da quarentena, a Casa da Criança Paralítica de Campinas está enfrentando uma queda significativa na arrecadação em suas principais fontes de recursos. Diante disso, a instituição iniciou uma campanha emergencial de doações em dinheiro com o objetivo de minimizar as dificuldades enfrentadas.

No primeiro trimestre do ano, a contribuição dos associados da Casa sofreu uma redução de 66%. Já o Bazar do Sonho, que comercializa itens usados e seminovos e está fechado desde o início da pandemia, perdeu 25% da arrecadação prevista para o ano, conforme projeção da diretoria da instituição. Eventos como jantares solidários e a festa junina, que representam 5% da receita da Casa, foram cancelados. “O primeiro trimestre de 2020 ainda não refletiu todo o problema financeiro causado pela pandemia. Vamos sentir muito mais ao fechar o balancete de abril. Estamos preocupados, em especial, com o que virá pela frente, diante da redução iminente das contribuições dos associados, em razão das incertezas provocadas pela doença e na economia do país, e pelas verbas públicas que, fatalmente, serão afetadas”, explica Jonas Lobo, presidente da instituição.

Apesar de fechada desde 23 de março, quando teve início o isolamento social, a Casa continua prestando atendimento às famílias de pacientes. A equipe técnica mantém contato diário às famílias enviando vídeos de atividades e orientando a execução. Já a área de serviço social prossegue com atividades remotas como encaminhamentos, instruções de serviços públicos e, especialmente, doação de cestas básicas, pois metade das famílias atendidas encontram-se em condições críticas por falta de alimentação.

Para ajudar a Casa com doações, acesse o link da campanha: https://bit.ly/DOEagoraCCP

Com 66 anos de atividades, a instituição oferece atendimento gratuito especializado a crianças, adolescentes e jovens com deficiência física e comprometimento neurológico nas áreas de fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, médica, odontologia, psicologia, nutrição, serviço social e pedagogia, além de orientação à família.

Em sua sede no Parque Itália, são atendidos mais de 350 pacientes por mês, a maioria de baixa renda.

 

Foto: Casa da Criança Paralítica de Campinas

Crédito: Silvia Hummel.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

CUIDADOS PARA UMA BOA COMPRA NA BLACK FRIDAY

ARTIGO DO ADVOGADO PASQUAL JOSÉ IRANO Black Friday – “sexta-feira negra” na língua mãe – …

Facebook
Twitter
LinkedIn