CIRURGIA PLÁSTICA NO BRASIL CRESCE 25%

O brasileiro está cada vez mais vaidoso e nem mesmo crise diminui a procura por tratamentos estéticos não para de crescer. Pelo contrário. O último censo realizado pela SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) mostra que o número de cirurgias plásticas com objetivos estéticos cresceu 25,21% em 2018, comparando com 2016. No total, levando em contas as cirurgias reparadoras, o aumento foi de 18,36%. O levantamento é realizado a cada dois anos.

Em 2018, foi realizada no país 1,7 milhão de cirurgias plásticas no país, contra 1,4 milhão em 2016, ano do último estudo. O aumento de mama através de implante de silicone foi o tipo de cirurgia plástica mais realizada ano passado, com um crescimento de 18,8%. Em segundo lugar, aparece a lipoaspiração, com aumento de 16,1%.

O cirurgião plástico Samir Eberlin, membro especialista da SBCP, explica que o acesso às cirurgias plásticas está mais fácil, o que facilita a realização de procedimentos cirúrgicos e também tratamentos menos invasivos, como aplicação de toxina botulínica (popularmente conhecido como botox) e preenchimento. “Nos últimos anos, observamos também uma mudança no comportamento das pessoas. Em busca de segurança, é cada vez maior o número de pacientes que preferem fazer procedimentos menos invasivos com um cirurgião plástica”, comenta.

Assim com a cirurgia plástica, o número de procedimentos estéticos não cirúrgicos realizados em 2018 também cresceu. No total, de acordo com o último censo, o aumento foi de 49,9%. A aplicação de toxina botulínica foi o tratamento mais realizado ano passado, registrando um aumento de 957%. O número de preenchimentos cresceu 89,6%. “São tratamentos mais simples, minimamente invasivos, que renovam a pele e têm resultados rápidos. Por isto são cada vez mais procurados”, observa.

Cuidados

Para quem deseja realizar uma cirurgia plástica, é bom lembrar que antes de se submeter ao procedimento é necessário realizar uma investigação completa para saber exatamente como anda sua saúde. Os exames de sangue e coração, entre outros, precisam estar em dia para evitar riscos durante a cirurgia. O paciente também precisa saber se tem algum tipo de alergia ou reação à anestesia, por exemplo. Todos estes cuidados são fundamentais porque o paciente só será liberado para fazer a cirurgia se os exames pré-operatórios estiverem em ordem.

 

Foto 1 – Dr. Samir Eberlin apresentando os modelos de próteses de mama.

Foto 2 – Procedimento – aplicação de toxina botulínica.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

EMPREENDEDOR TRANSFORMA PERSONAGEM ROBÓTICO EM FERRAMENTA DE ATIVAÇÃO DE MARCAS

Empreender é transformar um sonho em realidade e impactar positivamente na vida das pessoas. E …

Facebook
Twitter
LinkedIn