ENSINO VIA INTERNET DEVE SALVAR SEGUNDO ANO LETIVO NO BRASIL

Pesquisa recente com Dirigentes Municipais de Educação em todo Brasil, em mais de 4.472 municípios do país mostrou que 96% destes municípios, ou seja, 77% do total, já aplicam recursos do ensino remoto para ajudar na recomposição pedagógica do ensino durante a Pandemia.

O ensino via internet foi o responsável por impedir a não perda do total do ano letivo em 2020 e em 2021. Recursos como videoaulas gravadas, plataformas online para interação, aulas online e ao vivo, além de outras ferramentas online estão ajudando as escolas brasileiras a manter a qualidade do ensino durante o período de pandemia, em que não tem aula presencial.

O especialista em Educação e Tecnologia, Alfredo Freitas, que tem mais de 15 anos de experiência em Tecnologia e Educação. Ele dirige a universidade americana Ambra University.

A Universidade americana é credenciada e tem cursos reconhecidos pelo Florida Department of Education (Departamento de Educação da Flórida) sob o registro CIE-4001. Além disso, a universidade conta com histórico de revalidação de diplomas no Brasil.

Alfredo Freitas é pós-graduado em ‘Project Management’ pela Sheridan College no Canadá, graduado em Engenharia de Controle e Automação e Mestre em Ciências, Automação e Sistemas, pela Universidade de Brasília.

Alfredo Freitas acredita que o ensino via internet é inevitável para manter a garantir do aprendizado no curto, médio e longo prazo.

 

Foto: Especialista em Educação e Tecnologia, Alfredo Freitas.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

COMO A TECNOLOGIA CONTRIBUI PARA O AVANÇO DO MERCADO DE SEGUROS NO BRASIL

ARTIGO DE EDUARDO NUNES O mercado de seguros no Brasil é um dos setores mais …

Facebook
Twitter
LinkedIn