STARTUPS: COMO FAZER O NEGÓCIO DAR CERTO

As startups continuam sendo as apostas do mundo dos negócios e vêm ganhando cada vez mais espaço e incentivo no Brasil. No ano passado, a Financiadora de Pesquisas e Estudos (Finep), do Ministério da Ciência e da Tecnologia, anunciou um plano para investir em pelo menos 50 startups no país que faturem até 3,6 milhões anuais (cada uma receberá até R$ 1 milhão).  Fomentar o mercado é essencial, porém, é preciso estratégia além do capital para sobreviver. Pesquisa do Sebrae mostra que 50% das startups no Brasil morrem em menos de cinco anos.

Segundo o professor de estratégia e inovação do ISAE — Escola de Negócios, Sérgio Itamar, são vários fatores que levam a esse alto percentual, entre eles,  produtos pouco criativos, capital insuficiente ou ausência de viabilidade do negócio, sócios sem sintonia e equipe despreparada. “Ainda há uma falta de preparo do empreendedor para o mundo dos negócios. Uma preparação adequada economiza muito tempo e dinheiro. O empreendedor não pode negligenciar o estudo e a sua preparação como executivo, inclusive buscando experiências anteriores”, salienta.

Sérgio Itamar diz ainda que como a startup já nasce com vocação para grandes proporções e alcance, os erros podem causar impactos significativos. “Os erros de gestão e estratégia, na administração e no controle e prioridade de gastos e fluxo financeiro e no acordo com acionistas devem ser tratados com o devido cuidado”, comenta o professor.startups

Sérgio Itamar frisa que o empresário que começou uma startup deve buscar em primeiro lugar uma organização de apoio a empreendedores — o ISAE, por exemplo, conta com o programa Aceleradora ISAE Business, que apoia projetos e empresas de alunos com ações que incluem networking, capacitação e mentoria, realizada por profissionais, consultores e professores da instituição (todos os anos é aberta também uma vaga para a comunidade). “Consulte empreendedores com experiência e aprenda o máximo que puder. Um empreendedor de sucesso jamais deixa de aprender e buscar fontes de aperfeiçoamento. Seja humilde em admitir e buscar o conteúdo que lhe falta”, frisa o professor.

Itamar lembra que o empreendedorismo é, acima de tudo, uma postura. “Então, apesar da importância indelével do preparo pessoal e das competências administrativas, é preciso realizar, fazer acontecer. Não esquecer de seu papel na liderança e protagonismo nessa aventura pelo mundo dos negócios”, completa o especialista.

Fotos 1 e 2 – Startups.

Crédito: Divulgação.

Veja também

Cópia de Ricardo Villadiego - CEO

EASY SOLUTIONS LISTA AS DEZ PRINCIPAIS PREVISÕES DE FRAUDES ELETRÔNICAS PARA 2018

A Easy Solutions, empresa especializada na prevenção de fraudes eletrônicas em todos os dispositivos, canais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *