CLARANET ANUNCIA INVESTIMENTOS DE R$ 500 MILHÕES E MIRA DOBRAR RECEITA NO MERCADO BRASILEIRO

A Claranet, trusted advisor em soluções de cloud, cibersegurança, dados, DevOps e serviços gerenciados, pretende dobrar de tamanho em alguns anos no Brasil. O planejamento está apoiado em um ousado cronograma de investimentos, que devem movimentar aproximadamente R$ 500 milhões. Os recursos serão direcionados para a compra de tecnologias para potencializar a entrega para clientes, novas contratações e aquisição de empresas.

Para apoiar a execução desse projeto, contratou Rodrigo Guerrero como novo vice-presidente de Vendas. O executivo tem vasta e sólida experiência no setor. Ele esteve por onze anos na Equinix Brasil, atual líder global no mercado de Data Centers, e teve passagens significativas em empresas reconhecidas no mercado, como Alog e UOL DIVEO. Com sua expertise e visão de mercado, ele assume um papel fundamental no propósito de levar a Claranet rumo à liderança do setor. “Seguindo a estratégia de crescimento da Claranet, estamos fortalecendo todos os pilares que contribuem diretamente para a evolução dos negócios de nossos clientes. A chegada do Guerrero vem em momento estratégico de crescimento do setor. Estamos trabalhando fortemente para consolidar o mercado brasileiro de Cloud, cibersegurança, Dados e Devops, a exemplo do que foi feito pela Claranet na Europa”, comenta Edivaldo Rocha, CEO da empresa. “Acredito que, nos próximos anos, a Claranet será a maior empresa empregadora na área de tecnologia do Brasil”, prevê o executivo.

Foco em expansão

Guerrero assume o cargo com as missões de expandir a base de clientes e ampliar as ofertas para os já existentes, o que deve também levar a um aumento da equipe. “A meta é levar a Claranet ao próximo nível e torná-la Top of Mind no segmento. Fui motivado a ingressar nesse desafio pelo momento promissor da empresa no Brasil e pelas oportunidades futuras de expansão do negócio”, comenta.

Ele dará sequência à aquisição de contas de grande e médio porte, com estratégias definidas para cada vertical. “O portfólio da companhia é altamente adequado à realidade e às necessidades dos clientes, que cada vez mais são multi-clouds e precisam de serviços eficientes de cibersegurança, DevOps e dados”, destaca.

No Brasil, a Claranet tem modelo de negócios bastante diferenciado dentro do mercado de tecnologia, focado no relacionamento de longo prazo com clientes, recorrência de contratos e eficiência na operação, que resultam em elevada rentabilidade e geração de caixa. “Além da evolução orgânica esperada para este ano, continuamos ativos na procura por novas oportunidades de crescimento inorgânico. Já adquirimos a CredibilIT, a CorpFlex e a Mandic e estamos analisando duas empresas, sendo uma especializada em gestão de cloud pública e dados e a outra em Cloud privada e Cibersegurança”, comenta Richemn Mourad, CFO da empresa.

Ele explica que ambas as empresas têm potencial para impulsionar o crescimento da Claranet e complementar o portfólio de serviços e soluções. “Em aquisições, sempre levamos em consideração o potencial de geração de receita e margem de contribuição, inovação, vantagens competitivas, potenciais sinergias e fit cultural”.

Globalmente, a Claranet Technology tem faturamento de £525 milhões de receitas anualizadas. Com presença em onze países, a companhia atende 10 mil clientes corporativos e conta com mais de 3 mil colaboradores espalhados por 24 escritórios no mundo.

 

Foto: Rodrigo Guerrero, novo vice-presidente de Vendas da Claranet.

Crédito: Divulgação.

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

COMO O CIDADÃO PODE SE PROTEGER DAS FAKE NEWS NAS ELEIÇÕES

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já disponibiliza aos cidadãos o Sistema de Alerta de Desinformação …

Facebook
Twitter
LinkedIn