EVENTO DE INOVAÇÃO DISCUTE ECONOMIA CRIATIVA EM CAMPINAS

Campinas recebe neste sábado (27/10) o Inova Day – Economia Criativa, evento que apresentará informações valiosas sobre como a Economia Criativa vem impulsionando empresas, cidades e nações, através de negócios e produtos criados a partir da criatividade e da inovação, e fundamentos de como se posicionar e usufruir das inúmeras oportunidades que o tema dispõe. Realizado pela Inova Business School, primeira escola de negócios do Brasil 100% dedicada ao futuro, tendências e inovação, o conteúdo é voltado a executivos, empresários, estudantes, professores, profissionais liberais e demais interessados em conhecerem o que está por vir no mundo dos negócios, afim de criarem insights, aproveitando novas oportunidades.

Das 8h às 18h, no Vitória Concept Hotel, o público contará com um time renomado de especialistas em carreira, inovação e futuro que, além de dirigirem negócios relevantes, estão sempre atentos aos movimentos atuais, tendências e oportunidades do mercado.

Um estudo feito pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) sobre economia criativa na qual o BID chama de economia laranja porque a cor laranja está associada à criatividade aponta que se a economia criativa fosse um país, por exemplo, ocuparia a quarta posição mundial movimentando US$ 4 bilhões, atrás apenas de Estados Unidos, China e Japão. No continente americano estaria na terceira posição atrás de Estados Unidos e do Brasil.

A especialista em Tendências e Economia Criativa da Inova Business School, Eliane El Badouy (Badu), que ministrará o tema “O presente e o futuro da Economia Criativa”. explica que  quando se fala em economia criativa significa pensar numa releitura  da economia. “Quando eu falo em economia criativa eu estou falando de capital intelectual, de propriedade intelectual e a produção disso não é necessariamente baseada  em recursos. A economia criativa tem que pensar em algo  que de alguma forma traga valor financeiro, mas ao mesmo tempo a perspectiva da economia criativa  também tem que gerar  um valor não monetário contribuindo significativamente  para promover o desenvolvimento inclusivo e acima de tudo sustentável e que seja centrado nas pessoas”, diz.

Segundo Eliane El Badouy, a tendência é que todo mundo foque a economia criativa dentro de uma perspectiva que parece muito mais alternativa e na verdade é muito mais que isso com uma perspectiva colaborativa e que tem um viés de geração de valor muito mais abrangente porque trabalha essencialmente com a capacidade de criação e inovação.

O tema “Ecossistema de economia criativa”    será abordado por José Eduardo Azarite, vice-presidente da Venture Hub. Marcelo Veras, especialista em carreiras e CEO da Unità Faculdade, trará uma rica discussão sobre “Criando e gerenciando equipes criativas”. Já Luis Rasquilha, especialista em Tendências e Futuro, CEO da Inova Consulting, falará sobre “Inovação disruptiva”.

Durante a tarde, o tema “Negócios de impacto” será ministrado por Thomas Eckschmidt, CEO e Cofundador ResolvJá. Charles Schweitzer, Head de Inovação da Leroy Merlin, trará o “Estudo de caso – Leroy Merlin”. Para finalizar, todos os palestrantes estarão à disposição para responder perguntas e apresentar estratégias referentes aos assuntos tratados no dia.

 

Fotos 1 e 2 – Vitória Concept Hotel Campinas.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

COMO O CIDADÃO PODE SE PROTEGER DAS FAKE NEWS NAS ELEIÇÕES

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já disponibiliza aos cidadãos o Sistema de Alerta de Desinformação …

Facebook
Twitter
LinkedIn