PRIMEIRO FÓRUM DE PREFEITOS DO FONPLATA ANUNCIA NOVAS PARCERIAS NO BRASIL

“Uma ótima oportunidade para financiar projetos em todo o Brasil”. É dessa forma que Juan Notaro, presidente do FONPLATA – Banco de Desenvolvimento – avaliou a primeira edição do “Fórum de Prefeitos do Fonplata: Projetando Municípios Sustentáveis”, realizada na última quinta-feira (08/08), no Rio de Janeiro. O evento, que reuniu representantes de mais de 50 municípios, destacou as melhores práticas e as principais tendências de desenvolvimento urbano e territorial sustentável. Além do Brasil, o FONPLATA atua na Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai e já investiu mais de U$S 1,7 bilhões em financiamentos de projetos de pequeno e médio porte na região.

A iniciativa contou com chefes do Executivo de várias cidades e com diversos representantes de Estados, do Governo Federal e convidados especiais. A proposta do Fórum é ser um ponto de encontro entre prefeitos com a intenção de debater ações visando novas formas de desenvolvimento, com alto impacto na integração municipal, local e regional. “O crescimento do FONPLATA permite trabalhar em todas as regiões, não apenas na área de influência da Bacia do Prata, o que nos abre uma enorme oportunidade para financiar projetos em todo o território brasileiro”, garante Juan Notaro. A bacia do Rio da Prata é a segunda maior bacia hidrográfica do Brasil, com 1.397.905 km² e que estende-se pelo Brasil, Uruguai, Bolívia, Paraguai e Argentina.

Prefeitos falam sobre a importância do encontro

Infraestrutura, mobilidade urbana, economia circular, energia renovável e turismo sustentável e governança foram alguns dos principais desafios que os municípios participantes enfrentam e destacaram no evento. Entre as autoridades presentes estava José Sarney Filho, secretário do Meio Ambiente do Distrito Federal. O Fórum, realizado na Firjan, no Centro do Rio, foi a oportunidade para o político contar sua expectativa. “O Distrito Federal sedia as mais altas instâncias dos três poderes. Tudo isso nos dá visibilidade e aumenta o peso da responsabilidade social e economia do nosso território. FONPLATA, que é um banco de desenvolvimento multilateral, é instrumento fundamental para os países que o compõe”, destaca o político.

Os líderes municipais, na ocasião, puderam contar com o apoio de especialistas locais e internacionais relatando suas reflexões e avanços para novas formas de desenvolvimento. O Fórum foi dividido em três módulos temáticos: “Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade”, “Procedimentos para obtenção de recursos externos” e “Necessidades e desafios em financiamentos”. O FONPLATA já financiou projetos com foco nas áreas urbanas vulneráveis, zonas rurais e regiões fronteiriças, com o objetivo de impulsionar a integração entre países ou entre regiões dentro de um mesmo país.

Representando o Rio de Janeiro, Marcelo Crivella participou de uma das mesas de debate com o Secretário Municipal de Fazenda, César Barbiero. Na oportunidade, ele contou como está inovando na gestão fiscal do município para sanear as contas públicas e parabenizou a iniciativa do FONPLATA. “É imenso prazer receber a primeira edição do Fórum de Prefeitos Fonplata. No Brasil, o Rio de Janeiro é o mais procurado para o turismo, data a vocação natural da cidade. Cerca de 90% dos turistas têm interesse de retornar. É importante ainda ressaltar a redução de criminalidade na cidade, resultado de parceria com o governo do estado. Temos trabalhado para tornar a cidade cada vez mais inteligente. Queremos estar na vanguarda das iniciativas”, garante o Secretário Municipal de Fazenda do Rio.

Experiência com o FONPLATA

Quem também participou do evento foi o prefeito de Joinville, Santa Catarina, Udo Döhler. Ele falou sobre o projeto que tem com o FONPLATA e os desafios enfrentados para sua execução. Mas para obter os resultados positivos que o município têm hoje, ele lembra dos desafios. “A cidade caminhava para o sucateamento dos serviços públicos. Percebemos que era preciso construir a capacidade de pagamento e acesso a financiamentos. Em 6 anos e meio, triplicamos o valor de operações de créditos realizados e fomos contemplados com R$ 40 milhões do FONPLATA. As operações ao longo desses 6 anos e meio nos permitiram alavancar a receita”, diz.

Udo Döhler destacou ainda que o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da saúde hoje é um dos melhores do país. “Os investimentos em inovação fazem parte do DNA. Nosso objetivo é nos próximos 15 anos ser líderes de inovação na América Latina. E a economia de Joinville deve triplicar nessa nova geração. Além dos investimentos emergenciais de saúde e educação, temos agora foco em mobilidade. Um dos planos é a ponte que liga a cidade a outros pontos, como o Aeroporto de Joinville”, adiantou.

Antes do encerramento do Fórum de Prefeitos FONPLATA, representantes se reuniram para a assinatura do Memorando de Entendimento entre o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais e o Fonplata para cooperação e aproximação dos municípios participantes. É mais uma parceria que vai beneficiar várias regiões no país.

 

Fotos 1 a 3 –  Primeira edição do “Fórum de Prefeitos do Fonplata: Projetando Municípios Sustentáveis”.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

CLIENTES DO GALLERIA SHOPPING GANHAM NOITE MUSICAL COM SEMIFINALISTA DO THE VOICE KIDS

Na sexta-feira, 25 de outubro, o Kilimanjaro Restaurante leva para os clientes do Galleria Shopping …

Facebook
Twitter
LinkedIn