TALENT TECH MÔRE AMPLIA LIDERANÇA FEMININA

A Môre, talent tech de design de produtos e serviços digitais, anuncia uma ampliação do seu quadro de lideranças femininas, com a chegada de Maria Regina César como Diretora de Recrutamento e Seleção e Carreiras. A startup, que já tem 48% da equipe formada por mulheres, cis e trans, também anuncia a promoção de Renata Freeland e Debora Rabelo Cruz, como Diretora de Design e Diretora de Projetos, respectivamente. Com a contratação e as promoções, a Môre passa a ter 75% do seu quadro de Diretoria composto por mulheres.

Renata Freeland, a nova Diretora de Design, é especialista em usabilidade de sistemas complexos e atua na concepção e desenvolvimento de produtos digitais há mais de 20 anos, para diversos setores, como Financeiro, Varejo, Telecom, Moda, Entretenimento, entre outros. Foi responsável pela criação de projetos para marcas como Santander, XP investimentos, Banco Votorantim, Credit Suisse, TIM, Oi, Farm, InBrands, Globo, Motorola, Google, Petrobras, Ipiranga, Nestlé, Bayer, Senac, CNC e outros.

Debora Rabelo, nova Diretora de Projetos da Môre, sempre atuou no mercado digital, começando pela MidiaLog e, posteriormente, com passagens por plataformas de produtos e conteúdos digitais, como BOL, Abril, IG, além de agências digitais e de publicidade, como AgenciaClick, como Thompson, RMG, Wunderman, Dentsu e Tribal.

RH “descentralizado”

Já Maria Regina Cesar é formada em Comunicação Social pela PUC SP e pós graduada em Comunicação Corporativa pela ESPM e foi Diretora de Comunicação Corporativa e Integração no Grupo ABC, e também foi Diretora Geral de Atendimento da PontoMobi e Aorta.

A contratação dela faz parte de uma estratégia da startup de desmembrar o RH clássico em seis áreas diferentes: Recrutamento, Seleção e Alocação, gerida por Maria Regina; Carreira, Cargos e Salários, também sob gestão de Maria Regina; Pertencimento e Bem-Estar, gerida pela sócia-fundadora Flávia Pañella; Desenvolvimento e Conhecimento, gerida pelo sócio-fundador Léo Xavier; Departamento Pessoal, gerido pelo Diretor Financeiro da instituição, Rafael Lee; e RH OPS (operação), liderado pelo sócio Guga Corrêa. “Esta nova forma de gerir e operar o RH aconteceu porque fomos percebendo que somos uma empresa gestora de pessoas, então, em essência, somos uma empresa de RH. Os produtos finais que entregamos aos nossos clientes só são possíveis porque o meio permite, ou seja, a equipe. Então fomos adaptando ao longo do tempo as práticas de RH com olhar mais humanizado e atencioso com o time. E percebemos que, na prática, as lideranças da empresa estavam tocando em temas de RH. Então decidimos fragmentar o RH clássico e construímos seis áreas de interesse”, explicou Léo Xavier, sócio fundador da Môre.

 

Foto: Maria Regina César, Diretora de Recrutamento e Seleção e Carreiras.

Crédito: Divulgação

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

LK DESIGN HOTEL TEM NOVA CARTA DE VINHOS E LANÇA BEBIDA DE MARCA PRÓPRIA

Um dos mais badalados hotéis da capital catarinense, o LK Design, renovou sua carta de …

Facebook
Twitter
LinkedIn