CIESP CAMPINAS REGISTRA ALTA NOS PREÇOS DE INSUMOS E COMPONENTES, MAS TEM DESEMPENHO POSITIVO EM JUNHO

O Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) regional Campinas divulgou a Pesquisa de Sondagem Industrial referente ao mês de junho. No levantamento foi verificado que o aumento dos combustíveis, a inflação e o cenário econômico internacional diante da guerra na Ucrânia podem estar impactando nos negócios das indústrias da região sob o ponto de vista do aumento nos custos de matérias primas e componentes para 90% das empresas respondentes. Na avaliação do primeiro vice-diretor do Ciesp Campinas, Valmir Caldana, de uma forma geral, os índices foram positivos. “Esses aumentos continuam pressionando a indústria. Também preocupa o recente aumento no óleo diesel e seus possíveis reflexos nos custos de transportes e fretes”, disse.

Em função disso e para não comprometer os resultados e desempenho do setor o aumento de preço dos insumos tem sido repassado para as mercadorias.

Mesmo com o cenário de um ano duvidoso diante de inflação alta e eleições presidenciais em outubro, que provocam uma mudança no comportamento das empresas em relação a investimentos, a sondagem industrial de junho teve resultados positivos onde 44% das empresas associadas apontaram aumento no volume de produção em junho, em relação ao mês anterior. O faturamento também aumentou para 52% das associadas. O número de funcionários cresceu para 20% das respondentes e permaneceu estável para 64%. O nível de utilização da capacidade  instalada de produção para 60% das empresas respondentes está entre 70,1% e 100%, o que confirma  os aumentos apontados no volume de produção e faturamento.

Com a aproximação da campanha eleitoral, as indústrias devem se resguardar mais em relação a novos investimentos por conta da instabilidade do mercado. Na pesquisa, 44% das empresas informaram que não irão realizar  investimentos  para a ampliação da capacidade produtiva para os próximos 12 meses.

Um fato importante foi verificado em relação ao processo de automação industrial. A pesquisa indicou que 72% da indústria da região de Campinas pretende avançar no seu processo de automação. Já 24% das empresas estão ‘satisfeitas com atual estágio de automação, enquanto 4% respondeu não ter avaliação sobre esse processo.

Valmir Caldana, afirmou que a questão relativa ao aumento da automação industria, indica a importância do programa Jornada de Transformação Digital, lançado recentemente pelo Ciesp estadual. Caldana explicou que a Jornada é voltada para a quarta geração da indústria. “Nesse programa, Ciesp, Senai e Sebrae oferecem consultoria e suporte profissional para que 40 mil indústrias no Estado de São Paulo, nos próximos quatro anos modernizem seus sistemas”, destaca.

A pesquisa de Sondagem também apontou o grau de uso da energia fotovoltaica pelas empresas associadas. A utilização desse tipo de energia está sendo avaliada por 72% das empresas. A fotovoltaica já é utilizada por 8% das empresas, enquanto 4% a utilizam juntamente com a energia elétrica convencional. Já 16% das respondentes não pretendem utilizar a fotovoltaica.

Balança Comercial Regional

Em relação aos números da Balança Comercial Regional, em maio de 2022, o diretor do Departamento de Comércio Exterior do Ciesp-Campinas, Anselmo Riso, informou que o valor exportado foi de US$ 308,2 milhões – 30,7% maior que em maio de 2021. Já as importações no mesmo mês foram de US$ 1,2 bilhão – 23,1% maior do que em maio do ano passado. O saldo em maio de 2022 foi negativo em US$ 910,9 milhões – 20,7% maior do que o registrado em maio de 2021.

A corrente de comércio exterior regional (soma das exportações e importações) em maio de 2022 foi de US$ 1,5 bilhão – 24,6% maior que no mesmo mês do ano passado.

Em maio os principais municípios exportadores da Regional Campinas do Ciesp foram, pela ordem: Campinas (28,9%), Paulínia (28,2%), Sumaré (11,5%), Mogi Guaçu (8,6%) e Amparo (6,4%).

Já os municípios que mais importaram foram: Paulínia (44,9%), Campinas (23,1%), Jaguariúna (8,1%), Sumaré (7,6%) e Hortolândia (6,9%). O percentual do município refere-se a sua participação em relação ao total da Regional no Balanço Mensal.

Os principais destinos das exportações da Regional Campinas foram Estados Unidos, Argentina e México. As principais importações foram da China, Estados Unidos e Coreia do Sul.

O Ciesp-Campinas conta com 494 empresas associadas, distribuídas em 19 municípios da região. O faturamento conjunto das empresas associadas é de R$ 41,52 bilhões ao ano. Conjuntamente essas empresas empregam 98.894 colaboradores.

 

Foto 1 – Primeiro vice-diretor do Ciesp Campinas, Valmir Caldana.

Foto 2 – Diretor do Departamento de Comércio Exterior do Ciesp-Campinas, Anselmo Riso.

Crédito: Roncon & Graça Comunicações.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

TERMINA HOJE A EXPOBOR E A PNEUSHOW NO EXPO CENTER NORTE

Termina nesta sexta-feira (24/06) a Expobor – Feira Internacional de Tecnologia, Máquinas e Artefatos de …

Facebook
Twitter
LinkedIn