COMISSÃO DE SHOPPINGS DA OAB CAMPINAS VÊ COM PREOCUPAÇÃO A REDUÇÃO DE HORÁRIO NA FASE AMARELA DO PLANO SÃO PAULO

O presidente da Comissão de Shopping Center da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Campinas, Gustavo Maggioni, vê como preocupante a volta das cidades da região para a fase amarela do Plano São Paulo no combate a Covid-19. A medida anunciada nesta segunda-feira pelo Governo do Estado, com previsão de entrar em vigor na próxima quarta-feira (2), deverá trazer novos impactos negativos para os lojistas, já com dificuldades na geração de caixa no final do ano.

As medidas de redução de funcionamento dos shoppings em duas horas e na circulação de clientes – de 60% atuais para 40% – deverão reduzir ainda mais a capacidade de vendas, especialmente em um período do ano de maior movimento para o comércio, como é o Natal.

Após 141 fechados e com a reabertura gradual, os lojistas já enfrentavam dificuldades para manter seus negócios abertos e os empregos e contavam com a lenta recuperação e o Natal para melhorar a geração de caixa para quitar as dividas e os compromissos. “Com a volta para a fase amarela os lojistas terão grandes dificuldades para honrar seus compromissos”, alerta o presidente da Comissão.

Esta mudança, de acordo com ele, além de reduzir o horário e capacidade, também traz um efeito psicológico na população, que poderá deixar de frequentar os centros comerciais por receio.

Maggioni lembra que por conta da inatividade do comércio durante a pandemia, 106 estabelecimentos instalados nos shoppings de Campinas foram obrigados a fechar em definitivo, assim como demitir funcionários. Quem permaneceu aberto, ainda opera com número reduzido de funcionários e faturamento abaixo do período pré-pandemia, “É claro que o temor de novos fechamentos de loja existe se o lojista não tiver faturamento para quitar suas contas”, diz.

 

Foto: Presidente da Comissão de Shopping Center da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Campinas, Gustavo Maggioni.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

CAMPINAS TEM RECORDE DE DIVÓRCIOS EM 2020

Além da crise na Saúde, a pandemia da Covid-19 deixou suas marcas também nos casais …

Facebook
Twitter
LinkedIn