FINPLACE LANÇA SUPPLY CHAIN FINANCE E CRÉDITO CONSIGNADO PRIVADO

A startup Finplace, marketplace financeiro que nasceu com o propósito de fomentar o crescimento de MPMEs, por meio da democratização do crédito, dá mais um passo no sentido da inovação e lança o Crédito Consignado Privado, primeira modalidade Finplace voltada para pessoas físicas. A fintech acaba de disponibilizar também o Supply Chain Finance, produto que gera capital de giro imediato para fornecedores. A GT Foods, uma das gigantes alimentícias do país, é a primeira a aderir às duas novas soluções oferecidas pela startup.

Na contramão do que é praticado no mercado de crédito consignado privado, onde apenas colaboradores de grandes empresas têm acesso ao benefício oferecido por grandes bancos, na Finplace o produto se destina a funcionários de pequenas e médias empresas por meio de um processo 100% digital e seguro.  Esse benefício é atrelado a um marketplace que viabiliza a conexão com instituições financeiras dispostas a conceder crédito para este perfil de empresa. Na GT Foods, que contabiliza cerca de 10 mil funcionários em 27 unidades, as transações de crédito consignado privado devem superar o valor de R$ 10 milhões. “Chegar em pessoas físicas é um passo importante para a Finplace no sentido de democratizar ainda mais o acesso ao crédito. O crédito consignado costuma ser uma modalidade excludente, com taxas de juros abusivas, burocrática, lenta e com alta dependência do RH das empresas. O que fazemos é o extremo oposto disso: processo ágil, seguro e barato”, afirma o CEO da Finplace, Felipe Avelar.

Dados divulgados pelo Banco Central (BC) no final de julho indicam taxa de 18,7% no crédito consignado praticado no mercado.  “Ainda que não seja a modalidade mais cara do mercado, é uma taxa exorbitante. Não há como pensar em desenvolvimento econômico sem olhar para quem está sendo explorado na ponta”, comenta Avelar.  Na Finplace as taxas são competitivas e o crédito disponibilizado ao colaborador se dá por meio do financiamento de folha de pagamento.

Supply Chain Finance, o outro lado do negócio

Outra nova modalidade de crédito disponibilizada pela startup é o supply chain finance  solução que gera benefício de receita imediata para fornecedores de clientes Finplace. Dentro da mesma lógica de operações da startup, o processo é rápido, seguro e acontece 100% em ambiente digital. Inicialmente os fornecedores inserem na plataforma da Finplace as notas fiscais faturadas contra o cliente Finplace, que no passo seguinte confirma o processo. A partir disso o fornecedor pode negociar com diferentes instituições financeiras.

Carlos Eduardo de Grossi Pereira, vice-presidente executivo e financeiro da GT Foods, destaca a importância do oferecimento desse tipo de solução. “Ela centraliza e agiliza a monetização do recebível ao nosso fornecedor, que tem a necessidade financeira de antecipar o vencimento”, explica o executivo. O grupo, detentor de seis marcas, tem atualmente 24 mil fornecedores cadastrados. “O Supply Chain Finance é uma modalidade que fortalece as relações, melhora o fluxo de caixa das empresas envolvidas em toda a cadeia, torna os preços mais competitivos e justos para o consumidor no final do processo e reduz significativamente a necessidade de empréstimos com juros mais altos”, comenta Felipe Avelar, CEO da Finplace.

A Finplace é uma inovadora plataforma que vem quebrando paradigmas no mercado de crédito. Ela conecta instituições financeiras com empresas que precisam antecipar receitas futuras. A fintech foi lançada em novembro de 2019 pelos mesmos sócios da empresa Credit Brasil (atualmente Grupo CB), que tem 25 anos de atuação no mercado financeiro.

 

Foto: CEO da Finplace, Felipe Avelar.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

INSTITUTO LAFARGEHOLCIM REALIZA AÇÃO JUNTO A COLABORADORES E DOA MILHARES DE BRINQUEDOS

O mês de outubro foi marcado pela solidariedade nas cidades onde a LafargeHolcim tem fábricas …

Facebook
Twitter
LinkedIn