RCELL CRIA LOJA VIRTUAL PARA ATENDER PEQUENO EMPREENDEDOR E FACILITAR COMPRA E CRÉDITO

Líder em informática, na distribuição de smartphones, games e eletroeletrônicos, a Rcell passa a ter sua própria loja de comércio virtual a partir desta segunda feira (22/02). O objetivo é utilizar o e-commerce B2B para alcançar o micro e pequeno varejista, e facilitar e automatizar a compra e o crédito dessa revenda.

O serviço, que veio no bojo do aumento de negócios on-line, chega para ampliar a atuação da distribuidora, que faturou R$ 4 bilhões em 2020.

A empresa, que já tem cerca de seis mil CPNJs ativos, visa dobrar esse número e oferecer a possibilidade de vendas 24 horas, sete dias da semana. “Esse investimento, em pessoas e softwares, passa pelo crescimento da empresa. E por entender que, diante da pandemia, precisaríamos de uma iniciativa para apoiar o pequeno lojista e varejista, que muitas vezes, por estarem localizados nas regiões mais remotas do Brasil, têm dificuldades em realizar negócios”, diz o diretor de marketing da Rcell, Alexandre Della Volpe Elias.

Inicialmente, a plataforma está sendo lançada com a categoria de celulares. Ainda em 2021, games, smarthomes, eletroportáteis, televisão e informática também devem estar disponíveis na plataforma para venda.

Para fomentar o uso do e-commerce, serão lançados incentivos para a compra on-line, como promoções antecipadas e frete grátis. “Sem dúvidas, uma das maiores vantagens será esse varejista comercializar os produtos antes da compra, possibilitando um maior fluxo do caixa, por exemplo”, comenta Della Volpe. O blog, que terá atualização constante, contará com artigos e temas instrutivos para ajudar o parceiro a gerir melhor o seu negócio.

Dentro dessa iniciativa de facilitar a revenda, a plataforma também irá mapear produtos mais procurados, datas mais importantes, hábitos de consumo por região, relação entre tipos de comércio e de produtos, além dos itens mais vendidos. “Serão criadas campanhas on-line específicas para o público, por meio das redes sociais, parcerias com associações de classe e veículos especializados. Tudo isso para alcançar essas pequenas empresas em municípios mais longínquos”, diz o diretor.

A abrangência de distribuição proporcionada pela plataforma gerou uma preocupação especial com a logística e as obrigações tributárias. “Ao considerar a complexidade do nosso sistema tributário, que ainda não conta com tributação unificada como na Europa, firmamos parceria com uma empresa multinacional que é referência no assunto, em termos de simplificação de cálculos tributários, de acordo com o produto e região”, explica Della Volpe. “Foi pensando em fortalecer a cadeia desde o processo fabril, passando pela distribuição, que somos nós, até a chegada do produto às revendas que a Rcell desenvolveu a plataforma. Queremos que o nosso cliente se sinta apoiado com iniciativas que facilitem o crescimento do seu negócio”, conclui o diretor.

 

Foto: Diretor de marketing da Rcell, Alexandre Della Volpe Elias.

Crédito: Divulgação

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

FASE VERMELHA PODE QUEBRAR VÁRIOS MODELOS DE NEGÓCIOS

A volta de Campinas (SP) à fase vermelha, a mais restritiva do Plano SP, por …

Facebook
Twitter
LinkedIn