SINDIVAREJISTA OBTÉM LIMINAR QUE GARANTE DESONERAÇÃO DE IMPOSTO AOS SEUS ASSOCIADOS

O SindiVarejista de Campinas e Região obteve uma liminar em 1ª instância na Justiça Federal de Campinas que prevê que as empresas associadas deixem de pagar o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) na base do PIS/Cofins. A desoneração do imposto significa uma economia equivalente a um mês de faturamento da empresa a cada cinco anos.Sanae_presidente SindiVarejista

Essa oportunidade é possível graças ao mandado de segurança impetrado pelo SindiVarejista e, como substituta processual das empresas, os associados são beneficiados pela decisão. A liminar está baseada no julgamento realizado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) em que a maioria dos ministros decidiu a favor dos contribuintes por entender que a cobrança do ICMS na base do PIS/Confins é inconstitucional. O benefício é válido para empresas com lucro real e presumido.

Para obter esse benefício e deixar de recolher o imposto imediatamente, a empresa deverá entrar em contato com o sindicato. A iniciativa do SindiVarejista é feita em parceria com o escritório Alcantara Advogados e Associados e tem como objetivo facilitar esse benefício aos varejistas associados. “Nós passamos a disponibilizar esse serviço às empresas com a proposta de ser um facilitador. Apesar de haver uma decisão no STF a favor dos contribuintes, se não houver autorização judicial, a empresa continuará pagando os impostos desnecessariamente”, afirmou a presidente do SindiVarejista, Sanae Murayama Saito.

Além disso, as empresas também podem solicitar o ressarcimento pelos últimos 05 (cinco) anos do imposto pago. Neste caso, o reembolso ainda depende de decisão judicial. Dimas Alberto Alcantara, sócio-diretor da Alcantara Advogados, explica que a previsão é de que a autorização de ressarcimento ocorra entre o final deste ano e início do próximo. “Substituímos associações e sindicatos em outras regiões cujas empresas estão sendo ressarcidas e já estão recebendo pelo valor que pagaram indevidamente”, explica.

Grandes empresas varejistas já têm estão sendo beneficiadas com essa oportunidade. Reportagem publicada em agosto pelo Valor Econômico revelou que Via Varejo, Pão de Açúcar, Hering e Telefônica Brasil registraram aumento de suas receitas devido à exclusão e ressarcimento do ICMS na base do PIS/Cofins, cujo montante já soma R$ 2,08 bilhões.

Foto: Presidente do SindiVarejista, Sanae Murayama Saito.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PRESIDENTE DA EPSON DO BRASIL VÊ POSSIBILIDADE DE CRESCIMENTO MESMO COM PANDEMIA

“Claro que temos que considerar que é uma questão de saúde pública. Mas olhando pelo …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn