ABRASEL EM CASA: PROJETO REÚNE BARES E RESTAURANTES DA REGIÃO METROPOLITANA DE CAMPINAS

Ajudar o consumidor a levar para dentro de casa seu bar e restaurante favorito em um momento de grande dificuldade – seja para os empresários do setor, seja para o cliente, que vivem em isolamento social e privado de frequentar lugares públicos. Com esta proposta, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes da Região Metropolitana de Campinas (Abrasel RMC) criou o Abrasel em Casa, um projeto totalmente sem custo para os associados.

A proposta do projeto é unir as duas pontas principais do mercado: os bares e restaurantes que estão operando no formato delivery ou drive thru e, de outro, os consumidores, hoje em casa por conta da quarentena para combater a disseminação da pandemia da Covid-19.

A ideia foi reunir todos os associados da entidade em uma página da internet (http://www.abraselemcasa.com.br/). Nela, o cliente encontra o nome do estabelecimento cadastrado, WhatsApp e um link onde pode ver o cardápio e fazer o pedido direto ao estabelecimento de sua preferência, com toda comodidade, recebendo a comida sem sair de casa.

A nova ferramenta foi pensada para ajudar os donos de bares e restaurantes a passarem por este momento difícil da economia. “O projeto Abrasel em Casa, criado de forma pioneira na Região Metropolitana de Campinas, pretende ajudar a fomentar os negócios do comércio que está sobrevivendo com as entregas e retiradas rápidas e manter o consumidor ligado aos estabelecimentos de sua preferência, até que superemos esta pandemia e possamos estar todos juntos novamente”, explica o presidente da Abrasel RMC, Matheus Mason,

FORTE QUEDA

A Quarentena para conter o avanço da Covid-19, em vigor desde a segunda quinzena de março, já provocou grandes estragos no setor de Alimentação Fora do lar.

Um Levantamento feito pela Abrasel RMC revelou que o setor já contabiliza 15 mil demissões, 20% dos estabelecimentos fechados e prejuízo de R$ 366,4 milhões em todos os municípios da RMC. A perda diária do setor com as portas fechadas chega a R$ 7 milhões.

Com a prorrogação do isolamento, o setor deve atingir 30 mil demissões, ver aumentado o fechamento de estabelecimentos para 40%, atingindo sete mil empresas, além de um prejuízo adicional de R$ 200 milhões ou mais por causa da portas fechadas.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

ACIC OFERECE PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE GESTORES 100% ONLINE

Se, em ‘tempos normais’, 7% das pequenas empresas fecham por falta de lucro, 20% por …

Facebook
Twitter
LinkedIn