COMO AUMENTAR A IMUNIDADE DAS CRIANÇAS NO OUTONO

Com a chegada do Outono, vem também a preocupação dos pais com o aumento da chance dos filhos pegarem gripes e resfriados, especialAlimentos saudáveismente, aqueles que já frequentam a escola. Nesta fase, o agasalho sai do armário, prefere-se ficar mais  em ambientes fechados e “abolir” o consumo de bebidas geladas. Mas será que só isso é o suficiente?

Segundo Camila Baldez, nutricionista do Colégio Progresso, uma alimentação equilibrada associada a um estilo de vida saudável é fundamental para melhorar o desempenho do sistema imunológico, atuando contra agentes como os vírus e as bactérias. “Alguns alimentos são ainda mais eficazes para fortalecer a imunidade do organismo: frutas, verduras, legumes, peixes, oleaginosas e leguminosas devem fazer parte da rotina alimentar das crianças. São eles que irão contribuir para a necessidade diária de vitaminas, sais minerais e nutrientes, fortalecendo desta forma o organismo”, explica.

Embora no inverno o risco de desidratação seja menor, ele não deixa de existir. Já que na estação mais fria do ano, o tempo fica seco e frio e para as crianças com alergias respiratórias, o clima é ainda mais preocupante. Portanto, a nutricionista do Colégio Progresso reforça que o aumento do consumo de água a partir do Outono pode fazer toda a diferença. “Beber bastante líquido ajuda na lubrificação das vias aéreas, o que reduz a chance da criança pegar um resfriado, uma gripe ou outra infecção no trato respiratório”, destaca.

Confira os cinco grupos de alimentos que não podem faltar na alimentação da criança, principalmente, durante o Outono e o Inverno:

– Vegetais verdes escuros, como couve manteiga, brócolis, espinafre, escarola, mostarda: são ricos em ácido fólico que ajudam na formação de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo.

– Laranja, limão, goiaba, melão, mamão e morango: são fontes alimentares da vitamina C, que tem propriedade antioxidante, ou seja, evita a oxidação das células do sistema imunológico. Isto significa que, ao impedir a morte das células do sistema imunológico, a substância permite ao organismo estar mais preparado quando exposto aos agentes agressores.

– Peixes: são fontes das famosas gorduras ômega 3 e ômega 6 que melhoram a resposta imunológica quando associadas a uma alimentação balanceada.

– Castanhas, sementes (de girassol, linhaça, chia, abóbora) e leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão de bico): são ricos em zinco, mineral responsável pela defesa do organismo, combate resfriados, gripes e outras doenças.

– Legumes, como o inhame: aumenta as defesas do organismo, tem ação anti-inflamatória e é rico em vitamina C, complexo B, ferro, magnésio, betacaroteno, além de ter ação antioxidante ajudando a eliminar as toxinas do corpo.

Foto: Alimentos saudáveis.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

ÁREA CENTRAL LANÇA PRÊMIO REDES E CENTRAIS DE NEGÓCIOS 2021

Reconhecer esforços e projetos que ganharam destaque durante o ano é o objetivo do Prêmio …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn