IBEF CAMPINAS PROMOVE PALESTRA COM O PRESIDENTE DA BM&FBOVESPA

O
Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF Campinas) traz a Campinas
(SP) o presidente da BM&FBOVESPA – Bolsa de Mercadorias & Futuros, Edemir
Pinto, para a palestra “Alternativas para o desenvolvimento das pequenas e
médias empresas no mercado de capitais”. O evento, composto por café da manhã
seguido pela palestra, terá como anfitriã Gislaine Heitmann, presidente do IBEF Campinas e será realizado nesta sexta-feira (26/04),
às 7h30, na sala Paraty, do hotel Vitória, que fica na Av. José de Souza
Campos, 425, em Campinas.

A
presidente do IBEF Campinas, Gislaine Heitmann salienta que o evento
teve boa repercussão entre os associados do Instituto. O convite ao presidente
da BM&FBOVESPA, para falar sobre este tema específico, vem ao encontro da
movimentação que se verifica atualmente no próprio mercado financeiro. “O mercado
de empreendedores cresceu muito nos últimos cinco anos e fez com que buscassem
novas alternativas de financiamento. A Bolsa vem no momento, para as pequenas e
médias empresas alavancarem seus negócios, assim como, de mudança cultural,
transparência e a governança corporativa. E, para isso, torna-se indispensável
a abertura de capital. Neste contexto o tema suscita interesse crescente”,
pontua a presidente. 

Os
últimos 10 dez anos foram marcantes e frutíferos para o mercado de capitais no
Brasil. Mesmo em meio a turbulências políticas e econômicas internacionais, de
2002 para cá, o número de investidores pessoa física cadastrados na Bolsa
brasileira saltou de 80 mil para quase 600 mil e o valor de mercado das
companhias listadas no País passou de R$ 440 milhões para mais de R$ 2
trilhões.

Nesse
período, a BM&FBOVESPA lançou e viu os frutos do Novo Mercado, o segmento
de negociação que elevou o padrão da governança corporativa no Brasil e que
atualmente conta com mais de 120 companhias listadas. “Cremos que o Brasil
ingressa agora numa década de florescimento das pequenas e médias empresas na
Bolsa. O mercado de capitais nacional já é um dos mais ativos do mundo: no
período entre 2002 e 2012, foram captados R$ 380 bilhões. Contudo, esse
mecanismo de financiamento ainda está restrito às grandes operações”, salienta
Edemir Pinto.

Com o
objetivo de transformar essa realidade e tornar o mercado de capitais
brasileiro o principal e mais saudável mecanismo de financiamento de longo
prazo também para pequenos e médios negócios, a Bolsa estabeleceu intenso
diálogo com governo, empresas, investidores, intermediários e prestadores de
serviços relacionados ao setor. “Temos uma difícil missão pela frente, mas com
a certeza de que o terreno é fértil e as condições são favoráveis para que
possamos ver no horizonte uma década de continuidade do crescimento sustentável
do mercado de capitais, com sólidos padrões de governança, contribuindo para a
expansão da nossa economia e geração de poupança, emprego e renda para todo o
Brasil”, finaliza. 

Foto 1 – Palestras realizadas pelo IBEF Campinas sempre abordam assuntos de interesse dos executivos de finanças.
Foto 2 – Presidente da BM&FBOVESPA, Edemir Pinto
Crédito Divulgaçao

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

PILZ DO BRASIL PROMOVE WORKSHOP GRATUITO SOBRE SEGURANÇA EM ROBÔ COLABORATIVO EM SÃO PAULO

A multinacional alemã fabricante de produtos para as áreas de segurança e automação industrial, Pilz …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn