INVESTIMENTO ESTRANGEIRO REQUER ASSESSORIA LOCAL

A recuperação do risco-país com a perspectiva de melhora da situação fiscal — em muito relacionada à Reforma da Previdência e à agenda positiva para o ano que se inicia — traz um futuro mais previsível para quem deseja acessar o mercado brasileiro e investir por aqui.

Além do potencial de consumo de um dos países mais populosos do mundo, contribui para o cenário o fato de o governo ter, recentemente, diminuído a burocracia para participação de empresas internacionais em pregões eletrônicos e autorizado aéreas de capital estrangeiro a operarem no mercado doméstico. Isso sem falar nas privatizações e em oportunidades em áreas como as de tecnologia da informação e de energia. “Empresas que miram o Brasil como alvo para investimento em 2020, para realizar negócios além das fronteiras do país de origem, precisam atender a requisitos internos, como o visto de investidor e a comprovação de um capital mínimo de investimento”, alerta Adelmo Nunes, contabilista e diretor da Planned Soluções Empresariais. Segundo ele, esse capital pode variar de R$ 150 mil a R$ 500 mil, dependendo do tipo de negócio e o quanto ele contribui para a economia. Isto é, se vai gerar empregos ou mesmo se haverá capacitação dos funcionários.

Para saber qual legislação beneficia a empresa, a dica do especialista é contar com profissionais especializados que possam auxiliar no cumprimento de exigências legais. “Para lidar com a burocracia tributária e reduzir o esforço despendido para manter o negócio dentro da lei, nada melhor do que profissionais que conhecem a realidade brasileira no dia a dia. Isenções, benefícios fiscais, redução de carga tributária para determinadas atividades e produtos são algumas das vantagens alcançadas por meio de uma boa assessoria local”, destaca o especialista da Planned.

Um dos escritórios mais inovadores de serviços contábeis do Brasil, a Planned Soluções Empresariais foi fundada em 1996 e é pioneira em serviços integrados a grandes corporações, PMEs e startups nas áreas fiscal, societária, tributária, trabalhista, regulatória e financeira. Com mais de 280 clientes, a Planned soube se antecipar às grandes transformações vividas pelo setor de contabilidade no Brasil e no mundo, tornando-se especialista na chamada Contabilidade Consultiva para os segmentos FUN&ART (cultura, entretenimento e terceiro setor), PROPERTIES (gestão de ativos e investimentos), GLOBAL & FINANCIAL (receptoras de investimentos, meios de pagamento e capital estrangeiro), ONE (PJs, MEIs e Microempresas) e TECH&TAX (startups, tecnologia e alta complexidade tributária).

 

Foto: Assessoria a investidor estrangeiro.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

CALOR PROVOCA AUMENTO DOS PROBLEMAS VASCULARES

Apesar de estarmos em uma estação intermediária entre o inverno e o verão, a primavera …

Facebook
Twitter
LinkedIn