MARCA DE ÓCULOS DE SOL TRAZ ALTERNATIVAS PARA SE DESTACAR NO MERCADO

Apesar do mercado de óculos de sol no Brasil movimentar cerca de R$ 30 bilhões todo ano, grande parte é controlado por monopólios de fabricantes e redes de óptica. Com isso, quem sai perdendo é o consumidor, que fica na mão de produtos específicos a preços arbitrários que muitas vezes não traduzem a qualidade do produto. Visando se sobressair no mercado, as empresas buscam alternativas para alcançar êxito, como é o caso marca brasileira de óculos de sol que oferece produtos de alta qualidade por um preço honesto. “Quando lançamos a Suncode, tivemos uma resposta muito positiva e acima do esperado, pois justamente oferecemos o que todo consumidor busca: obter o melhor produto a menor custo. Como viemos dPedroe fora do mercado de óculos, vemos muita ineficiência e buscamos fazer melhor que soluções tradicionais e pouco inovadoras”, explica Pedro Ortega, gerente de Marketing e Cofundador da Suncode.

Enquanto todo o mercado busca fabricar na China para redução do custo de produção do produto, a Suncode faz o movimento contrário e traz a fabricação para solo brasileiro. Com isso, aumenta-se a qualidade do produto e há mais espaço para inovação e melhorias, uma vez que a marca também está em contato direto com os feedbacks dos clientes. “Por vendermos exclusivamente para o cliente final, dominamos a cadeia de ponta a ponta, desde a fabricação até a venda. Ou seja, cortamos margens desnecessárias de royalties para fábrica, do exportador, do importador, do distribuidor e da óptica. Quem sai ganhando é o consumidor final, que tem um produto por cerca de um terço do preço praticado no mercado” Ortega conta mais.

Com ideias inovadoras e produção diferenciada desde a fabricação, até o produto final e o contato com o cliente, o resultado que a startup alcançou em pouco mais de um ano no mercado é surpreendente. Em comparação com a Black Friday do ano passado, por exemplo, a marca obteve 700% de crescimento de pedidos durante o mesmo período. Em termos de usuários cadastrados e clientes, nos últimos dois meses, o número foi triplicado. “Trata-se de um grande marco, já que estamos falando de triplicar – em 2 meses – uma grande base acumulada nos 12 meses anteriores. Acreditamos que o crescimento persista nos próximos meses”, completa Ortega.

Os dois desafiosiconic-carbon-ocean atuais da marca brasileira são quebrar o monopólio da indústria óptica e romper com a desconfiança do cliente. Apesar da dificuldade de inovar em um mercado tão monopolizado, a marca acredita que ao trazer uma boa proposta de produto, eles se tornam uma alternativa inteligente para o consumidor. Já do lado do cliente, como esse sempre esteve acostumado a ter que escolher entre as grandes marcas que ditam o preço e a qualidade do produto, há, naturalmente, uma desconfiança quando o mesmo se depara com um produto que diz ter a mesma qualidade que produtos tradicionais no mercado por um terço do preço. “Buscamos romper essa barreira com, por exemplo, política facilitada de troca/devolução. Ou seja, o cliente não tem medo de comprar, e quando faz, não se arrepende e passa a ser um fã da marca” o especialista finaliza.

Lançada em setembro de 2016 no Brasil, a marca foi criada pelo empreendedor Makoto Ikegame que após passar um período no Japão e na Inglaterra, voltou para o Brasil com a ideia de inovar o mercado de óculos. Depois de dois anos de sucesso comercializando óculos de grau com a primeira marca do grupo, a Hatsu, ele resolveu expandir o negócio ao lançar uma marca especializada em óculos de sol com a proposta de oferecer o máximo de valor ao cliente com um bom produto a um preço acessível.

Com a proposta de trazer tecnologia diferenciada ao país a um preço acessível, a Suncode vem trazendo inovações no mercado de óculos de sol nacional e competindo em qualidade com marcas internacionais tradicionais. Utilizando materiais desenvolvidos na Suíça, a empresa fabrica todos os seus produtos em solo brasileiro e busca, ainda, uma releitura de modelos clássicos com uma combinação harmônica entre a lente e a armação, mantendo a personalidade da marca, que visa qualidade, resistência, conforto e acessibilidade.

Foto 1: Pedro Ortega, gerente de Marketing e Cofundador da Suncode.

Foto 2:  Iconic-carbon-ocean.

Crédito: Divulgação.

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

MERCADO IMOBILIÁRIO CORPORATIVO RESISTE À CRISE DURANTE A PANDEMIA

Pesquisa realizada pela WIT Real Estate em parceria com a SiiLa Brasil apresenta um panorama …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn