PwC BRASIL APRESENTA PESQUISA INÉDITA SOBRE A LEI DA REFORMA TRABALHISTA EM SEMINÁRIO EM CAMPINAS

A PwC Brasil realizou uma pesquisa inédita sobre a lei da reforma trabalhista junto a mais de 170 empresas dos setores de serviços, indústria geral, agroindústria, varejo geral e farmacêutico. Segundo o sócio da PwC Brasil, especialista na área de Trabalho e Previdência, Marcel Cordeiro, a pesquisa aponta que ainda pairam muitas dúvidas sobre dois prismas principais abordados na pesquisa referentes aos impactos  da reforma trabalhista nos seus segmentos de negócios e qual o grau de iniciativa das empresas na abordagem da reforma trabalhista junto a seus empregados.palestra PwCIMG_0700

Marcel Cordeiro destacou pontos importantes criados pela reforma que poderiam gerar empregos, mas não foi o que se verificou na pesquisa. “Dentro da reforma trabalhista nós temos algumas medidas que poderiam ser entendidas como medidas para alavancar a criação de empregos. Dentre elas, podemos citar a estruturação do trabalho intermitente, que é uma figura que não existia no nosso ordenamento até o advento da reforma trabalhista ou a repaginação do trabalho em regime de tempo parcial. A nossa pesquisa  demonstra que o grau de iniciativa das empresas por parte das empresas pesquisadas ainda são bastante diminutas, ou seja, apesar dessas frentes oferecerem possibilidades da criação de empregos, se percebe que as empresas ainda estão acanhadas com a implementação dessas práticas”, diz.

Os dados da pesquisa da PwC Brasil serão apresentados nesta quarta feira (29/08) no seminário “Andamentos da Reforma Trabalhista” promovido pela PwC e Amcham. O evento, destinado a associados da Câmara de Comércio Americana local e convidados da PwC Brasil, acontece das 8h30 às 12 horas, no Galleria Shopping, com três painéis: Visão do Judiciário e MPT (Ministério Público do Trabalho); Visão das empresas com cases e aplicações na prática da Reforma Trabalhista; e Visão dos escritórios que estão levando em frente todas as mudanças. “O levantamento demonstra que, apesar de muitas dúvidas ainda pairarem sobre alguns itens trazidos pela Lei 13.467/2017, que alterou diversos artigos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), as empresas não apenas estão mensurando o impacto dessas novidades, mas também iniciando a aplicação de alguns desses assuntos”, antecipa Marcel Cordeiro.

Segundo ele, uma das aplicações mais usuais por parte das empresas pesquisadas pela PwC Brasil é a extinção dos contratos de trabalho via acordo entre empregado e empregador. “Nossa intenção com a pesquisa foi entender quais iniciativas sobre o assunto cada empresa está realizando e qual o impacto da mudança para a empresa consultada”, diz Cordeiro.

Marcel Cordeiro fala sobre a expectativa em relação ao seminário e a apresentação da pesquisa. “A nossa expectativa  é não apenas compartilhar os resultados da nossa pesquisa que possui uma diversidade e uma profundidade muito interessantes percorrendo diversos tópicos da reforma trabalhista, mas também aprofundar esses dados e ouvir das empresas que vão estar presentes experiências, iniciativas e até questões que eventualmente não tenham sido abordadas pela pesquisa. A nossa ideia é compartilhar conhecimento e ao mesmo tempo aprender bastante com os participantes”, diz.

Marcel Cordeiro dividirá o segundo painel com Isabel Azevedo, head de Relações Trabalhistas e Compliance Trabalhista e Recursos Humanos da United Health Group (multinacional norte-americana do setor de assistência à saúde).

Nos demais painéis estarão Maria Inês Corrêa Targa, desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região; Ronaldo Lira, procurador do Ministério Público do Trabalho da 15ª Região; e representantes de escritórios de advocacia integrantes do Comitê Estratégico de Legislação da Amcham.

Foto: Palestra PwC.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

2021: OS IMPACTOS DA PANDEMIA PARA A EDUCAÇÃO

ARTIGO DE ISMAEL ROCHA Imagine que você está vendo um filme e pausa em determinando …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn