SOLUÇÕES PARA CIDADES INTELIGENTES SERÃO APRESENTADAS EM EVENTO DO CPqD

Uma vitrine de tecnologias e soluções inovadoras para cidades inteligentes, em um espaço dedicado à discussão de temas do interesse de gestores públicos, empresas e startups que integram o ecossistema envolvido na implantação desse conceito no país. Essa será uma das atrações do evento CITiS – Cidades Inteligentes através da Transformação Digital e Social, que o CPqD promove hoje (13/06), das 8h30 às 17h30, em suas instalações em Campinas.vinicius-garcia-CPqD

Em uma arena de 200 metros quadrados, com espaço para café e TVs, que transmitirão os debates e palestras realizados no auditório, oito expositores farão demonstrações de  produtos, aplicações e tecnologias já disponíveis ou em desenvolvimento para smart cities. Os expositores são Pluvi.On, Exati, Taggen, WND/Sigfox, Huawei, Multiway, Urbano e a plataforma aberta dojot, que foi desenvolvida pelo CPqD com o objetivo de facilitar e acelerar o desenvolvimento de aplicações de Internet das Coisas (IoT) adequadas à realidade brasileira, em diversas áreas, entre elas, cidades inteligentes. “Será um espaço de inovação, em que gestores públicos e fornecedores de tecnologia terão a oportunidade de trocar informações, experiências e discutir soluções para atender às diferentes necessidades dos municípios brasileiros”, afirma Vinícius Garcia de Oliveira, gerente de desenvolvimento de negócios em Cidades Inteligentes do CPqD. Segundo ele, a expectativa é que o evento gratuito receba um público de cerca de 400 pessoas, entre gestores municipais, startups e empresas de diversos segmentos e representantes do governo e de órgãos de fomento.

Uma das novidades em demonstração será a estação meteorológica de baixo custo da Pluvi.On, desenvolvida em parceria com a Unidade EMBRAPII CPqD com apoio do Sebrae e com o Grupo Icatel. Compacta, a estação possui diversos sensores integrados, de tipos diferentes – para medição do volume e intensidade de chuva, de temperatura, umidade do ar, de direção e velocidade do vento -, que permitem o monitoramento de condições climáticas em pontos específicos. Possui também recursos de conectividade para a transmissão, em tempo real, dos dados coletados para a nuvem onde serão processados. Com a adição de inteligência, a solução oferece informações mais precisas sobre previsão do tempo e, ainda, possibilita a emissão de alertas sobre possíveis enchentes, deslizamentos e catástrofes ambientais que castigam as cidades.

A Taggen apresentará as funcionalidades de outra tecnologia importante desenvolvida em parceria com a unidade EMBRAPII CPqD, os beacons, já disponíveis para aplicações que envolvem proximidade, rastreamento de objetos e de animais (pets, gado, etc), em ambientes internos ou externos. Pequenos, leves e discretos, esses dispositivos também podem ser utilizados em projetos de localização em tempo real, em diversos setores, bem como no controle de ativos ou estoques de alto valor agregado. A empresa mostrará também novos modelos do produto, ainda em desenvolvimento – entre eles, o Beacon Sensor de Temperatura e soluções para área de saúde, que combinam os beacons com aplicações IoT desenvolvidas com a plataforma dojot.

A Exati Tecnologia demonstrará sua plataforma de telegestão da iluminação pública que, combinada com outra solução desenvolvida em parceria com a Unidade EMBRAPII CPqD – um gateway que gerencia uma rede de comunicação sem fio, à qual podem ser conectados diversos sensores e dispositivos -, oferece a base para a implantação de diversas aplicações de Internet das Coisas que tornam a cidade inteligente. Essas aplicações já estão sendo desenvolvidas com a ajuda da plataforma dojot, também adotada pela Exati.

A WND, por sua vez, mostrará aplicações reais de IoT utilizando a rede pública de conectividade com tecnologia Sigfox – que está implantando no país. Já a Huawei e a MultiWay terão como foco soluções na área de segurança pública, que estão sendo adotadas por municípios como Campinas, por exemplo. E a Urbano apresentará seu sistema de compartilhamento de carros (car sharing), disponível na cidade de São Paulo.

Cases reais e debates

Com início previsto para as 8h30 e encerramento às 17h30, o CITiS tem uma programação variada, que inclui palestras sobre diversos temas ligados a cidades inteligentes e transformação digital, apresentação de cases reais e dois painéis de debates. Um dos cases abordará o Sistema Inteligente de Monitoramento Veicular (SIMVECAMP), implantado em Campinas como parte de um programa destinado a tornar a cidade mais segura. Outra palestra apresentará o case de iluminação pública inteligente do município de Belo Horizonte.

Nos painéis de debates, serão discutidos os temas Tecnologias Habilitadoras para Cidades Inteligentes e os Desafios para a Implantação (com moderação de Alberto Paradisi, vice-presidente de Pesquisa e Desenvolvimento do CPqD) e A Necessidade da Evolução do Ambiente Urbano no Conceito de Cidades Inteligentes (com moderação de Willian Rigon, da Urban System).

Foto: Vinícius Garcia de Oliveira, gerente de desenvolvimento de negócios em Cidades Inteligentes do CPqD.

Crédito: Divulgação.

 

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

HÁ 32 ANOS, ROGÉRIO MENEZES É REFERÊNCIA NO SEGMENTO DE LEILÕES NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Rogério Menezes Nunes, nomeado Leiloeiro Oficial pela Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro  …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn