CINCO SEGREDOS SUPER SIMPLES PARA INVESTIR NAS REDES SOCIAIS PROFISSIONALMENTE

Metade da população brasileira está no Facebook. Embora isso mostre o potencial de crescimento da rede social, também demonstra o poder de alcance de estar presente neste ambiente com a empresa. Camila Porto, especialista em Internet Marketing e criadora do treinamento online Facebook Essencial, destaca que ainda existem muitas dúvidas quanto ao uso da rede social. “imagem_release_718435Existe um novo grupo de pessoas que está entrando agora no Facebook como empresa, por isso decidi oferecer algumas dicas básicas que servem para qualquer um que esteja iniciando o seu negócio”, diz.

1- Criar uma página

Muitas pessoas ainda criam perfis, como se a empresa fosse um usuário do Facebook. A especialista conta que o ideal é criar uma página. “Além de deixar claro que é um negócio, e ainda seguir as regras internas do Facebook, a página permite que você tenha acesso a métricas de quem está interagindo”, explica.

2- Fotos pessoais x Logo

Segundo Camila, a imagem para a foto de perfil varia muito. Os empreendedores que representam o próprio negócio, como profissionais liberais, por exemplo, devem utilizar a própria imagem, mas as empresas que são simplesmente pessoas jurídicas devem usar a logomarca. “Se o seu negócio tem uma mascote, ela com certeza será bem-vinda na foto de perfil, mas caso não tenha, fique com o logo”, explica a especialista, que sugere algumas mudanças esporádicas na imagem, seja com uma cor diferente para uma campanha, ou algum selo que celebre uma data especial.

3- Não fazer promoções sem pensar

Muitos ainda têm dúvidas quanto a realizar promoções no Facebook. Antes proibidas, hoje as promoções são possíveis e permitidas pela rede social. Mas Camila alerta para dois fatores: existem leis vigentes no Brasil que precisam ser estudadas, como a Portaria 422 para concursos culturais, e as diretrizes do Ministério da Fazenda e da Caixa Econômica Federal para promoções comerciais. Além de sugerir o uso de aplicativos específicos de promoções, a especialista sugere que estas ações sejam claras e não repitam o pedido clichê de “curta e compartilhe”. “Sei que isso gera interação, mas não é a melhor opção porque não vai gerar interessados verdadeiros na sua marca, então você pode levar os fãs para uma página de captura de e-mails, por exemplo”.

4- Não convidar todo mundo para curtir

Você quer ter muitas pessoas curtindo a sua página, certo? Então a melhor coisa é sair convidando todos os amigos para “dar aquela força”? Errado! Segundo Camila Porto, esta é a pior estratégia, pois levará à página da empresa pessoas que não são público-alvo. “De nada adianta ter um monte de curtida na sua página se ninguém interage, e pior, se ninguém está disposto a comprar o seu produto ou serviço”, explica Camila. O segredo é anunciar e criar estratégias para ter apenas pessoas com potencial de se tornar cliente.

5- Pesquisar o público-alvo

Devido à dica anterior, Camila destaca que o maior erro de uma página no Facebook é, na verdade, um erro básico de marketing, independente de ser na internet: não saber quem é o público-alvo. “Faça pesquisas ou determine para quem você quer vender, veja quais as preferências, os gostos e os hábitos dos seus potenciais consumidores, e publique para eles, fale apenas com eles”, conclui.

 

 

Foto: Camila Porto, especialista em Internet Marketing e criadora do treinamento online Facebook Essencial.

Crédito: Divulgação.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

VOLTA À FASE AMARELA NO PLANO SÃO PAULO DEVE ACENTUAR AINDA MAIS OS PROBLEMAS FINANCEIROS DE BARES E RESTAURANTES

A volta de todo o Estado de São Paulo para a fase amarela no Plano …

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
LinkedIn