DIGA-ME SE HÁ INTEGRAÇÃO NOS MEIOS DE PAGAMENTO DA SUA EMPRESA, E TE DIREI QUEM ÉS

ARTIGO DE MICHELE ZITUNE

A forma com que um estabelecimento recebe pagamentos diz muito sobre o perfil da empresa. Quando entramos em uma loja que possui um aviso de “não aceitamos cartão de crédito”, por exemplo, já entendemos logo que se trata de uma empresa com um sistema frágil e pouco desenvolvido tecnologicamente. Quando vemos, por outro lado, um estabelecimento que aceita pagamentos via Pix ou QR Code, rapidamente associamos a uma empresa mais moderna e antenada.

Da mesma forma, a integração nos sistemas de pagamento, que se refere à conexão entre diferentes plataformas e soluções de pagamento, é um espelho da robustez tecnológica de uma empresa. Um sistema integrado, que une  processamentos, bancos, gateways de pagamento e outros serviços relacionados, passa aos consumidores uma mensagem de eficiência, leveza nos processos e segurança.

Um dos principais benefícios desta integração é a agilidade. Quando as diferentes partes envolvidas nos processos estão conectadas, as transações se tornam mais rápidas e eficientes. Isso é especialmente importante em um mundo onde o tempo é curto e os clientes valorizam a conveniência e a rapidez nas transações.

Além disso, também contribui para a segurança. Ao conectar sistemas confiáveis e utilizar protocolos de segurança avançados, é possível proteger as informações sensíveis dos clientes e reduzir o risco de fraudes. Isso é essencial para construir confiança e fidelidade dos clientes, garantindo que eles se sintam seguros ao realizar pagamentos. O próprio WhatsApp Pay, ao integrar o aplicativo de mensagens a serviços financeiros, criou uma série de recursos de segurança para tornar o processo ainda mais confiável.

Existem diversos exemplos que comprovam a efetividade da integração nos sistemas de pagamento. O Smart POS da Linx, por exemplo, é uma maquininha que permite aos varejistas receberem pagamentos de diversas formas, além de realizar as vendas dos estabelecimentos de qualquer lugar, como se fosse um PDV (ponto de venda) na palma da mão. Essa integração oferece opções diversificadas de compra aos consumidores, simplifica os processos internos e melhora a experiência geral do cliente, evitando filas, por exemplo. Na maioria dos casos não é preciso sequer digitar as informações de venda, pois elas aparecem automaticamente no visor por meio de um sistema único.

Ou seja, integrar sistemas de pagamento no processo de compra é crucial para os negócios atualmente. Impulsiona a agilidade, aumenta a segurança, oferece opções diversificadas aos clientes e simplifica os processos internos. Ao adotar essa integração, as empresas podem melhorar a experiência do cliente, aumentar a eficiência operacional e amplificar seu sucesso em um mercado cada vez mais competitivo.

Resta saber em qual posição sua empresa quer estar: ao lado das marcas que criam atritos e dificuldades na hora do pagamento ou do lado das empresas modernas, que se prepararam para receber da forma que o cliente se sentir mais confortável em efetuá-los. A resposta para essa pergunta é o que irá determinar se o seu varejo irá sobreviver aos avanços tecnológicos atuais e os que nos aguardam nos próximos anos.

 

Michele Zitune é diretora da vertical de Pay Hub da Linx.

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Veja também

EMPRESAS COM COMUNICAÇÃO ESTRUTURADA RENDEM MAIS COM AMBIENTE PRODUTIVO E DE COLABORAÇÃO

A ideia de que “toda falha é de comunicação” tem sido bastante difundida no mundo …

Facebook
Twitter
LinkedIn